Dilma aumenta diferença para Marina no 1º turno e ultrapassa no 2º, diz CNT/MDA

Presidente variou negativamente dentro da margem de erro, mas ex-senadora caiu 6 pontos

Do R7

No segundo turno, Dilma aparece com 42%, contra 41% de Marina
No segundo turno, Dilma aparece com 42%, contra 41% de Marina Montagem/R7

A presidente Dilma Rousseff tem 36% das intenções de voto na disputa pelo Palácio do Planalto, indica pesquisa CNT/MDA divulgada nesta terça-feira (23). Na última pesquisa, divulgada no início do mês, Dilma tinha 38,1% das intenções, e, portanto, variou dentro da margem de erro, de 2,2 pontos percentuais.

Apesar da pequena queda, a candidata à reeleição aumentou a diferença para a ex-senadora Marina Silva (PSB), segunda colocada nas pesquisas. Na pesquisa do dia 9 de setembro, Marina tinha 33,5% das intenções de voto. Hoje, aparece com 27,4% — uma queda de seis pontos percentuais.

Dos três candidatos mais bem colocados na pesquisa, apenas o senador Aécio Neves (PSDB-MG) subiu: de 14,7% para 17,6%. Em quarto lugar, aparece Luciana Genro (PSOL), com 0,9% das intenções de voto. Na sequência, está Everaldo Pereira (PSC), com 0,8%. 

Leia mais sobre Eleições 2014

Somados, os outros candidatos têm 0,8%. Brancos e nulos somam 7,2% dos entrevistados e 9,3% não responderam ou não souberam responder à pesquisa. 

Segundo turno

Na pesquisa estimulada de segundo turno, Dilma aparece na frente de Marina, com 42% contra 41% — considerando a margem de erro, as duas estão tecnicamente empatadas. Na última pesquisa, as duas também estavam na mesma situação de empate, mas Marina aparecia na frente, com 45,5%, contra 42,7% de Dilma.

Foram feitas 2.002 entrevistas em 137 municípios de 25 unidades da federação e nas cinco regiões do País. O nível de confiança é de 95% e a pesquisa foi realizada nos dias 20 e 21 de setembro. O registro na pesquisa no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é BR-00753/2014.

Definido

Segundo a pesquisa CNT/MDA, 77,9% dos entrevistados disseram já ter definido o voto — o restante ainda pode mudar a escolha. O eleitorado de Dilma parece estar mais seguro: 81,8% dos que declararam voto na presidente não pretendem mudar a escolha de forma nenhuma. Para Marina, o percentual de segurança é de 77%. No caso de Aécio Neves, 73% estão seguros do voto. 

Leia as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo

Veja como foi o último dia de campanha dos candidatos à Presidência:

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log