Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Internacional

25/1/2013 às 13h41 (Atualizado em 25/1/2013 às 14h21)

Enquanto Chávez se recupera em Cuba, venezuelanos sofrem com escassez de alimentos

Produtos básicos, como farinha de trigo, estão faltando nas prateleiras

Venezuelanas tentam comprar produtos em falta nos supermercados LEO RAMIREZ / AFP

"Aleluia!", comemora o neto de Miriam Villae quando sua avó coloca no carrinho de compras dois pacotes de farinha de milho. A dificuldade para encontrar este e outros produtos básicos faz com que os venezuelanos tenham que sair à caça de alimentos.

"A farinha de trigo faz tempo que sumiu, mas hoje encontrei farinha de milho e azeite. Só que o açúcar está em falta", conta Villae, de 62 anos.

"Tem manteiga?", pergunta uma senhora, que olha a longa fila formada em função da chegada inesperada de azeite, arroz e farinha de milho, muito apreciada pelos venezuelanos, que preparam com ela suas típicas empanadas.

Chávez entra em fase "complexa" de luta contra o câncer, diz chanceler

Jornal espanhol paralisa distribuição por foto falsa de Hugo Chávez entubado

Governo venezuelano diz que extrema-direita planeja atentado contra vice

Na Venezuela, alguns produtos básicos - cujos preços se encontram em muitos casos regulados desde 2003 - escasseiam de forma cíclica, mas, segundo o último informe do BCV (Banco Central) o indicador de escassez de bens alcançou em dezembro de 2012 16,3%, a maior cifra dos últimos quatro anos.

Em alguns supermercados e padarias, os produtos básicos são, inclusive, restrito em número que cada pessoa pode comprar, alguns restaurantes da capital optaram por um cardápio bem reduzido diante da falta de muitos itens.

"Janeiro sempre é um mês complicado porque os distribuidores saem de férias em dezembro. Em meados do mês, é feita a reposição, mas desta vez não aconteceu isso", explica Edgar Parra, encarregado de um supermercado da capital, onde os compradores passeiam por corredores semivazios.

O governo, que diz que lançou um plano para evitar o desabastecimento e a escassez, atribuiu o sumiço dos produtos ao aumento do consumo e à especulação por parte dos produtores e comerciantes.

Segundo um executivo, o setor privado busca com essas manobras um aumento dos preços regulados e uma desvalorização do câmbio oficial, que rege o país há uma década.

"Propuseram que os preços dos produtos sejam liberados, que se acabe com o controle do câmbio, que as empresas públicas sejam privatizadas", criticou recentemente o vice-presidente Nicolás Maduro, em alusão às propostas da patronal Fedecámaras.

O governo acusou, além disso, alguns setores opositores de estar acaparando produtos para "desestabilizar" o país durante a ausência do presidente Hugo Chávez, internado em Cuba por causa de um câncer.

Para Roberto León, presidente da ANAUCO, associação de defesa do consumidor, o problema tem múltiplas causas, como a alta dependência das importações, em um país que compra do exterior a maioria dos alimentos que consome.

"A produção nacional foi a pique e predomina a importação de alimentos, além do fato de que a economia está à espera de uma desvalorização da moeda, que se torna necessária para que os empresários reponham inventários, e também há muitas travas e processos burocráticos", explicou.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Verde-amarelo contagiante

Bandeiras e camisetas do Brasil se espalham pelo mundo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fé proibida

Conheça os países com maiores índices de perseguição religiosa

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!