Small-house Faça do R7.com sua página inicial

SIM NÃO

Minas Gerais

Minas Gerais

3/8/2013 às 00h30 (Atualizado em 3/8/2013 às 14h45)

Vídeos eróticos filmados por adolescentes aumentam em Minas

Maior acesso a smartphones e falta de acompanhamento dos pais são problemas

Enzo Menezes, do R7 MG

Conteúdo impróprio filmado por menor chegou até a promotoria Record Minas

O acesso facilitado de crianças e adolescentes a smatphones dispara a quantidade de material pornográfico produzido por jovens que caem na internet. E, uma vez na rede, a eliminação de vídeos e fotos é quase impossível.

A promotoria da Infância e Juventude de Divinópolis, no centro-oeste de Minas, registrou em sete meses o dobro de casos encontrados em todo o ano de 2012. Nove vídeos com conteúdo erótico feitos por adolescentes foram denunciados em 2013, enquanto quatro pararam na Justiça no ano passado.

Leia mais notícias no R7 Minas

Foto de jovem de 15 anos seminua vaza na internet e cria polêmica em escola

O promotor Carlos Fortes destaca que os casos acontecem, em sua maioria, em famílias de classe média alta. A falta de orientação dos pais é apontada como causa do aumento.

— A maioria é de jovens com poder aquisitivo melhor. Uma criança de classe menos favorecida não tem acesso tão fácil a um iPhone. Tem pai que deixa o filho de oito anos livre no celular. Ele só poderia ter acesso com a supervisão do responsável.

Segundo o promotor, na maior parte das vezes as garotas confiam no namorado e, após uma briga, o material para na internet. Uma vez na rede, o conteúdo é replicado e torna-se impossível sua exclusão.

— Uma menina de 11 anos fez fotos exibindo os órgãos genitais a pedido do namorado, de 15, que publicou. Em outro, o jovem já era maior de idade, se envolveu com uma menina de 14 e fez um vídeo em que ele próprio aparecia. O vídeo acabou sendo postado por outra pessoa. Ele responde pelo delito, porque produziu, e quem publicou também é responsabilizado.

Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, a produção de material com pornografia infantil é sujeita a pena de quatro a oito anos de prisão (artigo 240). Quem  divulga pode pegar penas de três a seis anos, enquanto a posse de foto ou vídeo contendo menores de idade em conotações sexuais pode gerar pena de um a quatro anos.
 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Compartilhe
"Jeitinho mineiro"

Falta de atitude dos homens nas baladas de BH incomoda solteiras na paquera

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
"Aerolindas"

Página de estudante mineira faz sucesso com cliques de comissárias

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Mini-fashion

Em BH, menina de nove meses vira ícone da moda com 7.000 seguidores

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Zoo de BH

Gorilas mimam primeiro filhote da espécie nascido na América do Sul

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Inverno

Temperatura atinge 3°C e geada muda paisagem de Monte Verde (MG)

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Minas Gerais

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!