São Paulo

19/6/2013 às 18h04 (Atualizado em 19/6/2013 às 20h39)

Haddad e Alckmin recuam e anunciam redução da tarifa do transporte para R$ 3 em São Paulo

Decisão ocorreu após dia mais violento de protestos; medida passa a valer na segunda

Fernando Mellis, do R7

Praça da Sé ficou tomada por manifestantes nesta terça-feira Eduardo Enomoto/R7

Após onda de protestos contra o aumento da tarifa de ônibus em São Paulo, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o governador do Estado, Geraldo Alckmin, anunciaram que o preço da passagem do Metrô, CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e ônibus será reduzido de R$ 3,20 para R$ 3. A medida passa a valer na próxima segunda-feira (24).

A informação foi divulgada durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (19) no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, zona sul de São Paulo. A redução ocorre após 18 dias do aumento oficial do preço do transporte.

Ambos destacaram que o reajuste do início do mês estava abaixo da inflação. Segundo Alckmin, com isso, houve "ganhos de eficiência e produtividade para o usuário do sistema".

— Nós [Governo de São Paulo], junto com o prefeito Fernando Haddad, temos trabalhado em conjunto, em benefício da cidade, da população. Tínhamos feito um esforço importante anteriormente em razão da questão da tarifa tanto que o reajuste que seria no início do ano foi postergado para o meio de junho para evitar pico inflacionário.

Leia mais notícias sobre os protestos em São Paulo  

Ao menos 61 pessoas são detidas após saques e vandalismo no centro de SP

A decisão ocorreu após o dia mais violento de manifestações, ocorrido nesta terça-feira (18). Após começo pacífico, um grupo cercou a sede da Prefeitura e depredou o prédio. Janelas foram quebradas e paredes pichadas. Além disso, houve saques e depredação de diversas lojas da região central da cidade. Durante a confusão, Haddad participava de um encontrou com a presidente Dilma Rousseff no aeroporto de Congonhas.

Com o aumento, segundo Haddad, "o orçamento da cidade precisará ser repensado".

— Nós precisamos abrir a discussão sobre as consequências dessa decisão que foi tomada para hoje e para o futuro. Não há como faze-lo sem essas extensas do investimento. O investimento acaba sendo comprometido. Esse debate vai ser feito com a sociedade. É um gesto de aproximação, de abertura do entendimento, de manutenção do espírito de democracia, de convívio pacífico que nós continuaremos a fazer pela cidade, agora com mais responsabilidade porque temos que explicar as consequências desse gesto para o futuro da nossa cidade.

O secretário de Planejamento do Governo do Estado, Júlio Semeghini, declarou que a verba que será realocada do Estado não vai sair da saúde, nem da habitação e da educação. O dinheiro virá, segundo ele, de obras públicas — já previstas no orçamento deste ano — que não foram iniciadas por algum problema como, por exemplo, atrasos. 

Manifestantes tomam as ruas de São Paulo em sexto dia de protestos

Imprensa em risco: jornalistas são alvo de agressões em protesto contra aumento da passagem em SP

Mais cedo, em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, o prefeito de São Paulo voltou a afirmar que, se houvesse redução no valor da tarifa de ônibus, a prefeitura precisaria fazer cortes em outras áreas.

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade
Compartilhe
Grande SP

Após ser torturada e dada como morta, mulher acorda e entrega ex de namorado

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Filmado

"Ela é um monstro", diz mãe de menina torturada por causa de paquera

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Tragédia em família

Veja imagens do casal encontrado morto em apartamento de luxo; mãe é suspeita

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!