São Paulo

15/10/2013 às 15h40 (Atualizado em 15/10/2013 às 16h23)

Quarteirão onde aconteceu acidente com caminhão-tanque ficará interditado

Bloqueio para pedestres e veículos acontecerá no momento em que carreta for destombada

Do R7

O quarteirão próximo ao local onde aconteceu o acidente com um caminhão-tanque, na região central de São Paulo, será interditado para veículos e pedestres no momento em que a carreta for destombada, segundo a Defesa Civil Municipal. O caminhão, carregado com 25 toneladas de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) — gás de cozinha —, tombou por volta das 4h desta terça-feira (15), na avenida do Estado, em frente ao Mercado Municipal, no bairro da Sé.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, após avaliação no local, técnicos concluíram que não será necessário fechar o Mercado Municipal e retirar as pessoas de prédios da área durante o procedimento. O horário em que ele ocorrerá ainda não foi informado.

No acidente, o motorista do caminhão ficou ferido e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. A vítima foi levada ao pronto-socorro da Santa Casa. Viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local, mas não havia risco de explosão.

Leia mais notícias de São Paulo

A carreta tombou na altura da rua Mercúrio, ocupando as três faixas de rolamento da via no sentido Santana. Pouco antes das 15h30, foi realizado um bloqueio na pista expressa da avenida do Estado com a praça Alberto Lion. Neste horário, o trânsito estava lento na área, conforme a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

A companhia recomenda que os motoristas evitem a região.

Licença vencida

De acordo com a CET, a transportadora e a expedidora responsáveis pelo caminhão envolvido no acidente serão autuadas por LETPP (Licença Especial de Transporte de Produtos Perigosos) vencida desde maio.

A CET informou também que “está fazendo o levantamento dos seus custos, referentes  aos serviços operacionais prestados para preservação da segurança viária e restabelecimento da normalidade do trânsito”. A companhia explicou que os valores, cobrados com base no Decreto 51.953/2010, que regulamenta a chamada Lei Municipal de Eventos 14.072/2005, são definidos conforme o período de ocupação do viário público. Como a ocorrência ainda não encerrou, ele ainda não está fechado.

Destacou que, conforme prevê o Artigo 25 do Decreto, a responsabilidade pela retirada de cargas e caminhões tombados em vias públicas é da empresa transportadora ou do proprietário do veículo.

Enfatizou ainda que o acidente aconteceu durante horário em que é permitida, no município, a circulação de veículos que transportam produtos perigosos – “materiais, substâncias ou artefatos que possam acarretar riscos à saúde humana e animal, bem como prejuízos materiais e danos ao meio ambiente”.

A companhia destacou que, pela legislação em vigor, “o transporte de produtos perigosos nas vias públicas do município de São Paulo somente poderá ser realizado por transportador devidamente inscrito no Cadastro dos Transportadores de Produtos Perigosos e com veículos detentores da Licença Especial de Transporte de Produtos Perigosos”. Essa licença é expedida pelo Departamento de Operação do Sistema Viário, vinculado à Secretaria Municipal de Transportes.



 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Compartilhe
Assalto na Dutra

Empresário morto ao saltar de carro em movimento era fã de armas e velocidade

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Abusos

Menina de 13 anos sobrevive após ser estuprada e jogada em rio de Mairiporã

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
17 anos

Sessão de tortura de garota queimada com cigarro durou quatro horas

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Você moraria nestes lugares?

Veja como estão imóveis que foram cenários de tragédias em São Paulo

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de São Paulo

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!