Brasil Governo autoriza uso de força-tarefa em penitenciárias de RR

Governo autoriza uso de força-tarefa em penitenciárias de RR

Intervenção tem prazo de 90 dias e profissionais de segurança serão responsáveis pela guarda, vigilância e custódia de presos

  • Brasil | Do R7

Força-tarefa de Intervenção Penitenciária vai atuar em Roraima durante 90 dias

Força-tarefa de Intervenção Penitenciária vai atuar em Roraima durante 90 dias

Pixabay

O governo federal autorizou o emprego da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária no Estado de Roraima. A informação foi publicada nesta sexta-feira (5), no DOU (Diário Oficial da União).

Leia mais: SP: quatro pessoas são esfaqueadas em estação da CPTM na zona leste

Segundo o texto, a ação terá duração de 90 dias e não poderá ser prorrogada. Até o dia 4 de maio deste ano, os profissionais terão sob sua responsabilidade os serviços de guarda, vigilância e custódia de presos, entre outras atividades correlacionadas.

O Estado de Roraima passou, em dezembro do ano passado, por uma operação da PF (Polícia Federal) que revelou um esquema envolvendo agentes penitenciários, para favorecer uma facção criminosa nas unidades prisionais. 

Na época, foram presos 23 agentes penitenciários, dois empresários, além de um detento que cumpria pena com tornozeleira eletrônica.

De acordo com a Portaria publicada hoje, a operação em Roraima contará com o apoio logístico e a supervisão dos órgãos de administração penitenciária e segurança pública do estado, "nos termos do convênio de cooperação firmado entre as partes".

O número de profissionais a ser disponibilizado pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública vai obedecer ao "planejamento definido pelos entes envolvidos na operação".

Últimas