Brasília Biblioteca Nacional e museus reabrem ao público no DF

Biblioteca Nacional e museus reabrem ao público no DF

Uso de máscaras e o distanciamento social continuam obrigatórios para frequentar espaços culturais

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Biblioteca Nacional vai receber o público todos os dias da semana mediante agendamento para uso de áreas de estudo

Biblioteca Nacional vai receber o público todos os dias da semana mediante agendamento para uso de áreas de estudo

Brito/GDF

A Secretaria de Cultura definiu as regras para a reabertura ao público da Biblioteca Nacional de Brasília (BNB), de museus e centros culturais da capital federal. As medidas de segurança sanitária que vão orientar o funcionamento desses estabelecimentos foram publicadas no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (27), assinadas pelo secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigue, e já começam a valer imediatamente.

A autorização abrange, por exemplo, a Casa do Cantador, complexos culturais em Samambaia e Planaltina, o Centro Cultural Renato Russo, Museu Vivo da Memória Candanga e o Museu Nacional da República. Com a norma, esses espaços já podem reabrir as portas a partir desta segunda (27).

O texto determina o uso obrigatório de máscaras, assim como o distanciamento social entre os visitantes. A temperatura de quem for entrar nos locais será aferida e os que estiverem com mais de 37,8º serão barrados. 

A Biblioteca vai receber o público de segunda a sexta, das 9h às 19h, e aos sábados e domingos, entre 8h30 e 13h30. Para entrar na BNB e usar as estações de estudo, os usuários terão de agendar o serviço pelo site da biblioteca. Se o visitantes quiser levar material emprestado, é preciso solicitar pelo e-mail: gat.bnb@cultura.df.gov.br. 

Os museus e centros culturais têm horários específicos de funcionamento. No caso dos museus, fica proibido comer ou usar os bebedouros. Os funcionários que estiverem com sintomas de Covid-19 deverão ficar em isolados por 14 dias, a não ser que o teste para diagnóstico da infecção seja negativo.

Com  o avanço da vacinação no DF, o governo tem flexibilizado as restrições à circulação da população. Nesta segunda, 40,3% dos brasilienses acima de 18 anos completaram o esquema vacinal. Na semana passada, o governador Ibaneis Rocha (MDB) autorizou a retomada da realização de eventos com público na cidade. Além disso, a Secretaria de Saúde avalia instituir um "passaporte de vacinação", para que o público comprove a vacinação contra a Covid-19 para acessar estabelecimentos comerciais. 

Últimas