STF

Brasília Bolsonaro cancela participação na sessão de abertura do ano no STF 

Bolsonaro cancela participação na sessão de abertura do ano no STF 

Chefe do Executivo foi alvo de decisão do ministro Alexandre de Moraes, que determinou que ele preste depoimento à PF

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL)

Joédson Alves/EFE - 28.01.2021

Em meio a uma crise institucional, o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou participação na sessão de abertura do STF (Supremo Tribunal Federal), que ocorre nesta terça-feira (1º), às 10h. Tradicionalmente, participam do ato os ministros da Corte, o procurador-geral da República, o presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e o chefe do Executivo.

Bolsonaro declinou do convite nesta segunda-feira (31), um dia antes do evento. Em razão da pandemia, a cerimônia desta vez ocorre por meio de videoconferência. A Assessoria de Imprensa do Supremo informou que Bolsonaro tinha confirmado participação, mas agora comunicou que não vai comparecer.

Em 2019 e 2020, Bolsonaro também não compareceu e foi representado pelo vice-presidente, Hamilton Mourão (PRTB). No ano passado, como a sessão também ocorreu por transmissão online, Bolsonaro entrou na hora do evento. O presidente está descontente com a decisão do ministro Alexandre de Moraes, que determinou que ele prestasse depoimento à Polícia Federal na sexta-feira (29).

No entanto, ele optou por não cumprir a decisão e apresentou agravo por meio da AGU (Advocacia-Geral da União). O recurso foi negado pelo magistrado. 

Últimas