Brasília Câmara convoca Guedes para explicar offshore na terça (23)

Câmara convoca Guedes para explicar offshore na terça (23)

Audiência está prevista para as 9h30; Comissão do Trabalho diz que tomará medidas cabíveis caso ele não compareça

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Guedes deverá comparecer à audiência na próxima terça (23), às 9h30, na Câmara dos Deputados

Guedes deverá comparecer à audiência na próxima terça (23), às 9h30, na Câmara dos Deputados

Reprodução/Record News

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deverá prestar explicações sobre a offshore que mantém em paraíso fiscal na próxima terça-feira (23), às 9h30, na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados. A audiência deveria ocorrer nesta terça (16), mas Guedes enviou ofício à comissão na última sexta-feira (12) informando que não compareceria por causa da viagem oficial a Dubai com o presidente da República, Jair Bolsonaro.

Guedes também tinha cancelado a participação em audiência anterior marcada para a última quarta-feira (10). Durante a votação da PEC dos Precatórios, na sessão de terça-feira (9) da Câmara dos Deputados, já circulava o rumor de que ele não compareceria. A hashtag “Cadê o Guedes”, usada pelo deputado federal Rodrigo Maia, chegou a reunir uma série de postagens no Twitter de parlamentares, autoridades e da população contra o ministro.

Diante das desistências, o presidente da comissão, Afonso Motta (PDT-RS), decidiu fazer uma convocação. Agora, diferentemente do convite, o ministro é obrigado a ir pessoalmente à audiência. Em nota, a comissão destacou que "serão tomadas medidas cabíveis” se Guedes não comparecer. 

O ministro terá de dar explicações sobre a empresa que possui fora do país e os negócios que manteve mesmo depois assumir o ministério, em 2019. As informações foram levantadas pela Pandora Papers, investigação sobre offshores abertas em paraísos fiscais, como as Ilhas Virgens Britânicas, no Caribe, onde estão as empresas de Guedes. Ele afirma que os empreendimentos foram declarados à Receita Federal e nega irregularidades.

Nesta segunda (15), o deputado federal Elias Vaz (PSB-GO) afirmou que o ministro da Economia omitiu do governo que sua filha é diretora de offshore no Caribe. Vaz informou que enviará uma representação ao MPF (Ministério Público Federal) com base nos novos fatos.

Últimas