Brasília Cansaço e expectativa: estudantes do Enem terminam exame

Cansaço e expectativa: estudantes do Enem terminam exame

Segundo e último dia de provas trouxe questões de matemática e ciências da natureza. Candidatos comentam prova

  • Brasília | Alan Rios, do R7, em Brasília

Fechamento de portão de escola que aplica o Enem

Fechamento de portão de escola que aplica o Enem

Valter Campanato/Agência Brasil - 28.11.2021

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) terminou neste domingo (28) e deixou os participantes com um misto de cansaço e expectativa. As questões de ciências da natureza e suas tecnologias — química, física e biologia — e matemática e suas tecnologias encerraram a prova de 2021.

A prova foi considerada mais conteudista e não trouxe questões mais atuais abordando a Covid-19, vacinas e enfrentamento à pandemia. Foram 45 itens de matemática e outros 45 de ciências da natureza.

Os dois dias de certame totalizaram 10 horas e mais de 3,3 milhões pessoas se inscreveram. Mas, no primeiro dia de prova, a abstenção foi 26% abstenção em mais de 1,7 mil municípios. Os números desse segundo dia de prova serão divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Pessoas de diferentes idades e objetivos com o teste citaram sentimentos de exaustão, como comenta Alice dos Santos, de 16 anos. "Achei uma prova complicada e cansativa. Tivemos que ler muitos textos, principalmente nas questões de humanas", diz. Ela está no segundo ano do ensino médio e compara o exame com outros meios de ingresso no ensino superior.

"Estou fazendo o PAS [Programa de Avaliação Seriada, da UnB] e acho uma prova mais tranquila, que já aponta as obras que temos que estudar antes. O Enem é mais aleatório, não sabemos o que esperar".

Mas também há quem tenha gostado do formato do exame, como Matheus Dias, 29. Já graduado e com mestrado em engenharia mecânica, ele participou para tentar uma nova faculdade, em curso como medicina ou psicologia. "Sou um cara meio perdido", brinca. 

Na avaliação de Matheus, o Enem "não teve a cara do governo, principalmente no primeiro dia". "Percebi críticas sociais, textos de reflexão. A prova é um aprendizado, não só um teste. Acho legal quando surgem temas importantes, como contra homofobia, racismo, desigualdade social", define.

O Enem de 2021 também contou com a participação de muitos estudantes do primeiro e segundo ano do ensino médio, que realizaram a prova para testar os conhecimentos e se habituar com o desafio que vão enfrentar no fim do período escolar.

É o caso de Arthur Brito, 15. "Foi minha primeira prova, mas achei boa, com alguns conteúdos que já vi e não são tão difíceis." Gabriela Barros, da mesma idade, também foi uma das trainees. "A maior parte de biologia, por exemplo, ainda não estudei. Das questões de exatas eu já vi muito conteúdo em sala. Mas é isso, fiz para ensaiar, já treinar".

Últimas