Brasília Cão que ajudou vítima de Covid desaparece e família pede ajuda

Cão que ajudou vítima de Covid desaparece e família pede ajuda

Shih tzu ficou conhecido por reencontro com a dona de 72 anos, no HRT. Ele iria participar de homenagem póstuma à idosa, mas fugiu  

  • Brasília | Alan Rios e Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Arquivo pessoal

Desde sábado (16),  Valquíria Melo e a família estão desesperados à procura de Toy, o Shih Tzu que era de estimação de sua avó, Neuza Botosso, vítima de Covid-19.  O cachorro que ficou conhecido pelo reecontro com a idosa de 72 anos, promovido pelo Hospital Regional de Taguatinga, no ano passado, participaria de uma homenagem póstuma para sua dona na próxima segunda (18), mas fugiu na QNM 06, conjunto E, em Ceilândia. 

"Ficamos cuidando do Toy, desde setembro, quando minha avó faleceu. Íamos levá-lo amanhã (18) para se despedir dela em uma homenagem, mas ele acabou fugindo. Temos a informação de que ele teria ido em direção à Ceilândia Centro. Quem tiver qualquer informação, por favor, nos avise. É muito importante", diz Valquíria Melo. 

O cachorro foi fundamental durante a internação de Neuza Botosso, que precisou trocar a casa pelo hospital por três meses, quando teve suspeita de Covid-19 e apresentou problemas respiratórios e insuficiência renal. A contaminação com o novo coronavírus não se confirmou na época, mas os médicos identificaram uma infecção por pé diabético, uma complicação que pode ocorrer nos pés de pessoas com diabetes. 

Arquivo pessoal

Além dos problemas de saúde, ela também carregava a saudade de Toy, o shih tzu que estava com ela há seis anos. Neuza chegou a apresentar um quadro depressivo. Foi quando os terapeutas ocupacionais do Hospital Regional de Taguatinga se mobilizaram para promover o encontro dela com o cachorro, que ganhou destaque em matérias nos principais jornais da capital. 

Informações

Quem tiver qualquer informação sobre Toy é só ligar para o número (61) 98332-7553. 

Arquivo pessoal

Últimas