Brasília CPI muda depoente e ouve motoboy da VTCLog nesta quarta

CPI muda depoente e ouve motoboy da VTCLog nesta quarta

Advogado Marcos Tolentino, apontado como sócio oculto do FIB Bank, está internado em São Paulo

  • Brasília | Sarah Teófilo, do R7, em Brasília, e Renata Varandas, da Record TV

Foto: Reprodução/Senado Federal

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 teve que mudar o depoimento desta quarta-feira (1/9), que seria do advogado e presidente da Rede Brasil de televisão, Marcos Tolentino. Ele está internado no hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Agora, os senadores vão  ouvir o motoboy Ivanildo Gonçalves, funcionário da empresa de logística VTCLog, que deveria ter prestado depoimento na última terça-feira (31/8).

Ivanildo acabou não depondo depois que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nunes Marques concedeu autorização para que ele não comparecesse


Ivanildo é citado em relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre a empresa de logística VTCLog. O relatório analisa as contas da empresa, entre janeiro de 2018 e julho deste ano, e mostra que Ivanildo chegou a sacar, neste período, mais de R$ 4,5 milhões em espécie.

O relatório do Coaf registra que diversos saques da empresa aparentam "artifício de burla", sinalizando que chamam atenção valores sacados de até R$ 49 mil, próximo ao limite legal de R$ 50 mil para comunicação de movimentação em espécie ao Coaf.


FIB Bank
Marcos Tolentino, que seria ouvido nesta quarta, é amigo do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), e apontado pelos senadores como sócio oculto da empresa FIB Bank, o que ele nega.

A empresa é garantidora do contrato da Precisa Medicamentos com o Ministério da Saúde para a venda de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin. A FIB Bank deu uma garantia no valor de R$ 80,7 milhões em imóveis, e apesar de se chamar “bank” (banco, em inglês), não é uma instituição bancária, mas sim como uma prestadora de garantias fidejussórias (garantias pessoais).

Últimas