Brasília De olho no Governo da Bahia, João Roma anuncia filiação ao PL

De olho no Governo da Bahia, João Roma anuncia filiação ao PL

Ministro da Cidadania quer 'apresentar à Bahia um modelo que resgate nosso orgulho e protagonismo nacional'

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

O ministro da Cidadania, João Roma

O ministro da Cidadania, João Roma

Fabio Rodrigues-Pozzebom/ABR

De olho nas eleições deste ano, o ministro da Cidadania, João Roma, informou nesta sexta-feira (25) que está de saída do Republicanos e se filiará ao PL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

"Aceitei com entusiasmo o desafio de, junto ao PL, apresentar à Bahia um modelo que resgate nosso orgulho e protagonismo nacional. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro pela confiança e ao presidente do Republicanos, Marcos Pereira, pelo acolhimento e elevado espírito público", disse.

Nesta semana, os ministros Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) informaram que vão se filiar ao Republicanos. A informação foi confirmada ao R7 pelo presidente do partido, deputado Marcos Pereira (SP).

Alçado ao posto pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), Tarcísio deve disputar o Governo de São Paulo. Damares analisa a candidatura ao Senado pelo Amapá ou por Sergipe.

O ato da filiação dos ministros ao partido deve ocorrer na próxima semana, entre segunda-feira (28) e terça-feira (29). Pelas regras do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), os ministros que querem disputar cargos eletivos devem renunciar ao posto até 2 de abril. As eleições estão marcadas para 2 de outubro e eventual segundo turno para o dia 30 do mesmo mês.

Neste ano, os brasileiros vão eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados federais e deputados estaduais (exceto no Distrito Federal, onde serão eleitos deputados distritais).

Últimas