Brasília Deputado quer ouvir ministro sobre queda de míssil em Goiás

Deputado quer ouvir ministro sobre queda de míssil em Goiás

Lançamento de projétil durante treinamento falhou e atingiu uma plantação de soja, perto da área urbana, em Formosa 

  • Brasília | Hellen Leite, do R7, em Brasília

Míssil caiu em área de plantação em Formosa

Míssil caiu em área de plantação em Formosa

Reprodução/Redes Sociais

O ministro da Defesa, general Paulo Sérgio de Oliveira, pode ser convidado pela Câmara dos Deputados para explicar as causas da queda de um míssil em uma área de plantação em Formosa (GO), no entorno do Distrito Federal. O artefato estava sendo usado durante um exercício militar do curso de operação do sistema de mísseis e foguetes, mas apresentou um problema técnico que levou ao desvio de rota. Assista:

Além do chefe da pasta, podem ser convidados o comandante do Exército, general Freire Gomes, e a Avibras, empresa responsável pela fabricação do foguete. O pedido foi protocolado pelo deputado federal José Nelto (Podemos-GO), mas ainda precisa da aprovação dos outros parlamentares.

"Esse caso tem que ser investigado pela Polícia Civil, delegado local e Polícia Federal. Não queremos culpar ninguém, mas, se é o lança-foguetes que está com defeito, ele tem que ser investigado por peritos. Até porque pode acontecer outro acidente", declarou Nelto.

Leia também: Exército sustenta Brasil na defesa à Constituição, diz Bolsonaro

Segundo o deputado, apesar de o foguete ter caído em uma plantação de soja, a área fica bem perto de um galpão de combustíveis. "Temos uma população urbana em frente ao Forte Santa Bárbara de 130 mil habitantes. Segundo relatos dos trabalhadores que estavam ali no momento, eles pensaram que o mundo estava acabando, que um avião estava caindo; a sensação foi essa", detalhou Nelto.

Em nota, o Exército disse que todas as medidas de segurança para o treinamento são tomadas e que investiga o caso. “Após o incidente, a equipe de instrutores e monitores, acompanhados da equipe médica do exercício, compareceu ao local do impacto, onde constatou não haver vítimas ou danos materiais. O exercício foi planejado para ocorrer dentro dos limites do Campo de Instrução de Formosa (CIF), tendo sido adotadas todas as medidas de segurança", informou o Comando Militar do Planalto. 

Últimas