Brasília Dois homens são presos no DF por suspeita de envolvimento em caso de corpos carbonizados

Dois homens são presos no DF por suspeita de envolvimento em caso de corpos carbonizados

Os acusados são Gideon Batista, de 55 anos, e Horácio Carlos Ferreira, de 49; um dos homens está com queimaduras nos braços

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Carro carbonizado encontrado na região de Cristalina (GO)

Carro carbonizado encontrado na região de Cristalina (GO)

Material cedido/R7 - 16.01.2023
Queimaduras nos braços de suspeito preso

Queimaduras nos braços de suspeito preso

Material cedido/Record TV - 17.1.2023

Dois homens foram presos no início da tarde desta terça-feira (17) pela Polícia Civil do Distrito Federal por suspeita de envolvimento no desaparecimento de oito pessoas da família da cabelereira Elizamar da Silva, de 39 anos. A dupla foi identificada como Gideon Batista de Menezes, de 55 anos, e Horácio Carlos Ferreira, de 49. Eles foram levados para a 6ª Delegacia de Polícia Civil (Paranoá).

Segundo a apuração da Record TV, Gideon Batista era amigo da família e trabalhava em uma agropecuária com Marcos Antônio, sogro da cabeleireira, que está desaparecido.

Gideon foi encontrado no Recanto das Emas e tem queimaduras recentes na região dos braços e do pulso. O segundo suspeito foi localizado nas proximidades do Paranoá e também trabalhava com Marcos Antônio. Ele não está com ferimentos causados por fogo.

A cabeleireira Elizamar da Silva, os três filhos dela, menores de idade, o companheiro dela, os sogros e a cunhada estão desaparecidos desde a última sexta-feira (13). Na última sexta-feira (13), um carro no nome dela foi encontrado carbonizado com quatro corpos, ainda sem identificação, em Cristalina (GO), no Entorno do DF. Nesta segunda (16), outro carro, este em nome do sogro de Elizamar, foi encontrado na rodovia BR-251, em Unaí (MG), também no Entorno, com dois corpos carbonizados.

Leia também: Oito pessoas da mesma família desaparecem, e seis corpos são achados carbonizados

A Polícia Civil do DF informou que nenhum dos corpos encontrados foi identificado e que exames de DNA estão sendo realizados.

Entenda o caso

O filho mais velho de Elizamar registrou um boletim de ocorrência de desaparecimento na 33ª Delegacia de Polícia Civil, no último sábado (14). De acordo com o relato, a cabeleireira foi vista com os filhos pequenos pela última vez na casa da mãe do atual marido dela, no Condomínio Residencial Novo Horizonte, no Itapoã, na quinta-feira (12).

Elizamar da Silva foi vista pela última vez com três filhos na quinta-feira (12)

Elizamar da Silva foi vista pela última vez com três filhos na quinta-feira (12)

Redes Sociais/Reprodução - Arquivo

Conforme o depoimento, o veículo de Elizamar entrou no local por volta de 22h de quinta-feira e saiu no dia seguinte. Ainda segundo o filho de Elizamar, o atual companheiro da empresária teria informado a terceiros que teve um "desentendimento" com a cabeleireira e que ela teria ido embora com as crianças.

Apesar de ter a agenda cheia, Elizamar não foi trabalhar no salão desde então. Ele informou à polícia ainda que, pelo registro de localizações do celular da cabeleireira, é possível ver que a última localização foi na BR-260, na altura do Paranoá, outra região administrativa do DF.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas