Brasília Fechado por 2 anos, Catetinho é reaberto no aniversário de Brasília

Fechado por 2 anos, Catetinho é reaberto no aniversário de Brasília

Museu que foi residência de JK até 1959 abriga centenas de itens do presidente; espaço estava fechado por causa da pandemia

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Governador do DF, Ibaneis Rocha, na reabertura do Museu do Catetinho, no Gama

Governador do DF, Ibaneis Rocha, na reabertura do Museu do Catetinho, no Gama

Jéssica Moura/R7 Brasília

Depois de dois anos fechado por causa da pandemia por Covid-19, o museu do Catetinho, no Gama, foi reaberto nesta quinta-feira (21), durante as comemorações pelos 62 anos de Brasília. As visitações haviam sido suspensas porque não espaço não permitia a adoção de medidas sanitárias de combate ao vírus, como distanciamento social e sanitização.

A cerimônia de reabertura do museu ocorreu durante a manhã e contou com a participação do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. Durante o período em que esteve fechado, o local passou por reforma e restauração, uma vez que o chamado "Palácio de Tábuas" é vulnerável mudanças climáticas e à ação de insetos que se alimentam de madeira, como cupins. A Secretaria de Cultura investiu R$ 396,6 mil na obra.

"É uma memória que precisa ser relembrada a todo momento, traz a nós o significado do que é Brasília, que é integração de todos os povos brasileiros", afirmou Ibaneis. "Não podemos esquecer jamais da memória do nosso querido ex-presidente Juscelino Kubitschek, lembrando do trabalho árduo que ele teve no sentido de criar essa cidade", acrescentou.

O Catetinho foi a residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek até 1959, enquanto o Palácio da Alvorada não ficava pronto durante a construção de Brasília. Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), o edifício dispõe de um acervo de 466 itens que pertenceram ao presidente. O nome do museu é uma referência ao Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, sede da Presidência da República antes de a capital do país ser transferida para o Planalto Central.

Durante o evento oficial de reabertura do Catetinho, foram entregues 30 medalhas de mérito cultural Seu Teodoro, que remete ao responsável pelo Bumba-Meu-Boi, considerado patrimônio imaterial. A honraria foi concedida a personalidades que contribuíram para a cultura local, como o dramaturgo Hugo Rodas, que morreu no último dia 13 de abril, aos 82 anos.

Palácio do Catetinho

Palácio do Catetinho

Lula Lopes / Arquivo / Agência Brasília

Brasília 62 anos

A agenda de Ibaneis no aniversário de Brasília incluiu a liberação do fluxo de veículos na Avenida Comercial de Taguatinga e a entrega da escritura do Clube da Vizinhança, na 108 Sul. Durante os eventos, o governador afirmou que o DF deve centrar suas forças na assistência social, geração de empregos e infraestrutura. Ele é pré-candidato à reeleição pelo MDB.

"Temos que ter um olhar para o futuro, Brasília ainda precisa de muita coisa. Muita coisa se transformou ao longo desses 62 anos, temos que entender esse movimento de renovação para superar obstáculos de desenvolvimento na cidade", ponderou.

Catetinho no período de inauguração de Brasília

Catetinho no período de inauguração de Brasília

BBC BRASIL

Túnel de Taguatinga

Com a promessa de entregar a parte subterrênea do túnel de Taguatinga até junho deste ano, a Secretaria de Mobilidade liberou o trânsito na Avenida Comercial para permitir a circulação dos ônibus na rota original, no sentido norte-sul. Por conta das obras, o fluxo era desviado pela Avenida das Palmeiras.

Com a conclusão da construção, os carros que estiverem na Avenida Elmo Serejo, sentido Plano Piloto, vão entrar pelo túnel e sair na EPTG (Estrada Parque Taguatinga). Do outro lado, aqueles que chegarem a Taguatinga pela EPTG também passarão pelo túnel até o início da Via Estádio.

O projeto, anunciado há mais de 15 anos, começou a ser executado em julho de 2020. O investimento é estimado em R$ 275,7 milhões, financiado pela Caixa Econômica.

Últimas