Meio Ambiente

Brasília GDF vai contratar 150 brigadistas temporários para combate a incêndios

GDF vai contratar 150 brigadistas temporários para combate a incêndios

Processo seletivo simplificado ainda prevê formação de cadastro de reserva com 75 vagas

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Brigadistas apagando incêndio

Brigadistas apagando incêndio

Instituto Brasília Ambiental (Ibram)

A Secretaria de Economia autrizou a contratação temporária de 150 brigadistas para atuar em ações de combate a incêndios no cerrado. A medida, publicada na manhã desta quinta-feira (2) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), é assinada pelo chefe da pasta, José Itamar Feitosa.

O ato determina que as vagas comecem a ser ocupadas a partir deste mês. Ainda está prevista a formação de cadastro reserva com 75 vagas. "O provimento de cargos do cadastro reserva fica condicionado à manutenção do interesse público e à disponibilidade orçamentária e financeira", diz o texto.

A matéria ainda define que o certame ocorrerá por meio de processo seletivo simplificado. As vagas serão distribuídas para os cargos de supervisor de brigada, chefe de brigada e brigadistas florestais combatentes. O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Brasília Ambienteal) será o responsável pela contratação. Os salários variam de R$ 678,00 a R$ 1.356. 

Desde março, a Secretaria de Meio Ambiente já decretou estado de emergência ambiental na cidade para prevenir incêndios. A medida, que segue em vigor até o fim da estiagem em outubro, viabiliza a contratação dos brigadistas. A previsão é de que a seca comece a se agravar em julho.

Últimas