Brasília Governo troca diretor da PF por secretário do ministério da Justiça

Governo troca diretor da PF por secretário do ministério da Justiça

Portaria que confirma a substituição, que foi assinada pelo ministro Ciro Nogueira

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Márcio Nunes era o número dois do Ministério da Justiça, e agora assume o comando da PF.

Márcio Nunes era o número dois do Ministério da Justiça, e agora assume o comando da PF.

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro decidiu trocar o diretor-geral da Polícia Federal, tirando o atual ocupante do posto, Paulo Maiurino, e dando o cargo para o secretário-executivo do Ministério da Justiça, Márcio Nunes de Oliveira. A portaria com a troca foi assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Paulo Maiurino estava no cargo desde o ano passado e substituiu Rolando de Souza. Com a nova troca, a corporação tem o quatro diretor-geral desde o início do governo do presidente Jair Bolsonaro. 

O chefe do Executivo chegou a nomear, em abril, para o cargo, Alexandre Ramagem, que atualmente ocupa a chefia da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Mas a entrada dele no cargo foi vetada pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), por suspeitas de interferência do governo na corporação.

Márcio Nunes é formado em direito pela UDF (Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal), atuou como professor da Academia Nacional de Polícia, foi superintendente da PF no Distrito Federal entre 2018 e abril de 2021. Além disso, foi Chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Superintendência de Polícia Federal em Goiás.

Últimas