Brasília Ibaneis descarta medidas restritivas para conter avanço da pandemia

Ibaneis descarta medidas restritivas para conter avanço da pandemia

Governador afirmou ainda que o fim do uso de máscara pela população só começa com 70% da população vacinada

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Durante agenda oficial na Estrutural, Ibaneis descartou a retomada de medidas restritivas no DF

Durante agenda oficial na Estrutural, Ibaneis descartou a retomada de medidas restritivas no DF

Jéssica Moura/R7

O governador Ibaneis Rocha (MDB) descartou a retomada de medidas restritivas de circulação no Distrito Federal para conter a disseminação da Covid-19. Na manhã desta quarta-feira (6), ele afirmou que o foco das ações de combate ao aumento dos índices de transmissão será a vacinação. "A população não aguenta mais restrição", disse Ibaneis, durante agenda oficial na Estrutural (DF). 

"Eu acho que o momento agora é de liberar com responsabilidade. Do nosso lado, é melhorar a questão da saúde, tendo leitos para atender a população", acrescentou o governador. "Eu trabalho neste momento sem a possibilidade de qualquer tipo de restrição. Eu quero é ampliar a vacinação, ampliar a quantidade de leitos para que a gente possa ter uma imunidade da nossa população".

A taxa de reprodução do coronavírus na capital federal está em alta desde a última semana e chegou a 1,15 na última terça-feira (5/10), com a marca de meio milhão de pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus. Esse índice de transmissão sinaliza que há tendência de avanço da pandemia.

Ibaneis Rocha também confirmou que só vai avaliar a possibilidade de afrouxar a exigência do uso de máscara quando o DF atingir 70% de cobertura vacinal da população. "Uso de máscara até atingir pelo menos 70% da população vacinada. Quando atingirmos essa marca, vamos reavaliar para saber se podemos liberar, primeiro nas áreas abertas e depois para as áreas fechadas."

Ainda de acordo com o governador, novos leitos de UTI devem ser mobilizados para atender ao aumento da demanda. Nesta semana, a taxa de ocupação das vagas destinadas aos casos graves de Covid-19 se aproximou de 80%.

Sobre a realização de festas e eventos de grande porte no DF, Ibaneis disse que "está longe o Carnaval ainda, deixa mais para a frente". O secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues, já avaliou a possibilidade de cancelamento da festividade.

Agenda oficial

Durante a manhã, Ibaneis cumpriu uma extensa agenda na Estrutural e tomou café da manhã com aliados. Apoiadores apareceram com camiseta com o rosto do governador. Ele reforçou que a intenção do governo é implementar a refeição a R$ 0,50 em todas as 14 unidades do DF.

O governador também anunciou que nos próximos dias vai convocar 117 aprovados no concurso da Secretaria de Desenvolvimento Social. "Acho inadmissível que uma pessoa carente que busca a porta de entrada no atendimento social seja maltratado", frisou. Ibaneis ainda assinou a autorização para reforma nos parquinhos da região e do campo sintético, e reinaugurou a Agência do Trabalhador e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas).

Últimas