Brasília Ibaneis nomeia 128 servidores para assumir cargos em três secretarias

Ibaneis nomeia 128 servidores para assumir cargos em três secretarias

Governo priorizou nomeações na área da saúde, educação e do sistema socioeducativo do DF 

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Ibaneis priorizou nomeações na áreas da saúde, do sistema socioeducativo e da educação

Ibaneis priorizou nomeações na áreas da saúde, do sistema socioeducativo e da educação

Renato Alves/Agência Brasília

Nas vésperas das comemorações do Dia do Servidor Público, o governo do Distrito Federal nomeou 128 funcionários públicos que vão assumir cargos nas secretarias da Mulher, da Justiça e Cidadania, e do Desenvolvimento Social do DF. A solenidade de nomeação aconteceu no Palácio do Buriti, nesta quarta-feira (27). Foram priorizados cargos em setores da saúde, do sistema socioeducativo e da educação.

Durante a cerimônia, o governador Ibaneis Rocha (MDB) fez questão de assegurar aos novos concursados que o pagamento da terceira parcela do reajuste de servidores públicos distritais será feito em 2022. Isso será possível após a Câmara Legislativa derrubar o veto do Executivo que impedia a autorização do gasto, de R$ 1,2 bilhão. "Vocês que estão assumindo agora vão ter no próximo ano o primeiro reajuste da carreira", anunciou.

Para a Secretária do Desenvolvimento Social (Sedes), Mayara Noronha, a nomeação de 118 novos servidores, que atuarão na assistência social da pasta, vai fortalecer o serviço especialmente nas novas unidades inauguradas após dez anos. 

"Estamos estudando a ampliação dos horários de atendimento. Isso é uma necessidade da população", destacou. O governador Ibaneis cobrou da pasta a ampliação dos turnos, que deverá ser das 7h às 19h.

Na Secretaria de Justiça e Cidadania, oito agentes socioeducativos e servidores vão reforçar os quadros e atuar na ressocialização de adolescentes. "A missão desses novos servidores será ajudar adolescentes e jovens a reencontrarem um novo projeto de vida, a sonharem com um futuro melhor, a serem cidadãos”, disse a secretária da pasta, Marcela Passamani.

Já na Secretaria da Mulher, dois servidores foram nomeados para trabalhar na Casa da Mulher, em Ceilândia, e em três projetos voltados para a construção de novas unidades. "O que a gente quer é ver o serviço público acontecer, politicas públicas em prática. Vocês que fazem isso acontecer", afirmou a secretária Ericka Fillipelli.

Últimas