Brasília Lula reclama de 'infiltrados' no governo e diz que vai trocar quem apoia Bolsonaro

Lula reclama de 'infiltrados' no governo e diz que vai trocar quem apoia Bolsonaro

Segundo o presidente, ele ainda não montou todas as equipes do governo devido à presença de ‘bolsonaristas’ nos ministérios

  • Brasília | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

O presidente Lula (PT) participa de evento de lançamento do novo Minha Casa Minha Vida

O presidente Lula (PT) participa de evento de lançamento do novo Minha Casa Minha Vida

Ricardo Stuckert - 14.2.2023

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse nesta terça-feira (14) que vai trocar servidores comissionados vinculados ao governo federal que sejam apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). O chefe do Executivo reclamou que há “infiltrados às pencas” nos ministérios e que isso tem atrapalhado os trabalhos da gestão dele.

“Nós estamos há apenas 40 dias no governo. A gente ainda nem conseguiu montar as equipes que tem que montar. Porque nós temos que tirar bolsonarista que está lá escondido às pencas”, afirmou Lula.

Desde o início do ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) tem sido acionado por servidores que foram nomeados para cargos no governo federal durante a gestão de Bolsonaro, mas que acabaram exonerados das funções pela equipe de Lula.

Segundo o petista, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, está responsável por fazer o pente fino e trocar quem seria apoiador de Bolsonaro. "A responsabilidade de tirar é do Rui Costa. É ele que tem que assinar as medidas para tirar aquela gente que está infiltrada dentro do nosso governo.”

As falas do presidente aconteceram em evento na Bahia que marcou o lançamento de uma nova versão do programa Minha Casa Minha Vida. Durante a solenidade, Lula falou também que vai retomar todas as obras que estão paradas no Brasil.

“Vamos fazer com que todas as obras que estão paralisadas voltem a ser construídas. Só no campo da educação, temos mais de 4 mil paradas. Ao todo, são 14,8 mil obras paradas. E vamos começar a tocar todas elas para que o país volte a caminhar, a rodar, a girar e a produzir crescimento econômico para esse país”, afirmou.

Últimas