Brasília Multas eleitorais podem ser pagas via Pix; saiba como

Multas eleitorais podem ser pagas via Pix; saiba como

Opção está disponível no exterior, em 5 estados e no DF; previsão é que, até 14 de dezembro, todos os estados já ofereçam o serviço

  • Brasília | Do R7, em Brasília

Celular exibe logo do Pix, sistema de pagamentos automáticos desenvolvido pelo Banco Central

Celular exibe logo do Pix, sistema de pagamentos automáticos desenvolvido pelo Banco Central

LUIS LIMA JR/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO/20/10/2022

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou que o pagamento de multas eleitorais já pode ser feito por Pix diretamente nos cartórios eleitorais. Para isso, o eleitor poderá usar o celular para fazer a leitura do QR code que será gerado no ato do atendimento. 

Os eleitores que utilizarem o Pix para o pagamento das multas poderão receber a quitação imediatamente, durante o atendimento. O sistema deixa no passado a necessidade de retirar uma guia de recolhimento da União (GRU), ir até o banco e voltar ao cartório com o comprovante para, só então, receber a certidão de quitação.

O sistema já está funcionando desde 30 de novembro no Distrito Federal e no exterior, e passou a funcionar na segunda-feira (5) nos cartórios eleitorais do Acre, Amapá, Rondônia, Roraima e Tocantins. A previsão do TSE é que a nova modalidade de quitação de multas esteja disponível em todo o país até 14 de dezembro. 

As multas eleitorais são aplicadas a eleitores que não votaram nem justificaram a ausência em uma eleição — sendo cada turno considerado um pleito específico — ou àqueles que não compareceram aos trabalhos eleitorais para os quais tenham sido convocados, ou para quem realizou o alistamento eleitoral fora do prazo legal.

Últimas