Brasília Operação nacional combate violência contra idosos no país

Operação nacional combate violência contra idosos no país

Coordenada pelo Ministério da Justiça, força-tarefa acontece em todo o país. Ação constante já prendeu 570 agressores

  • Brasília | Priscila Mendes, do R7, em Brasília

Investigações já receberam 13 mil denúncias de violência contra os idosos no Brasil

Investigações já receberam 13 mil denúncias de violência contra os idosos no Brasil

Marcello Casal Jr./2.out.2010/ABr

Polícias civis de todo o país realizam uma força-tarefa, nesta sexta-feira (15), para combater a violência contra os idosos. A Operação Vetus II — coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública — seguirá os trabalhos, ao longo das próximas semanas, para apurar as denúncias que chegam por meio do Disque 100 e de outros canais oficiais, além de instaurar inquéritos, fazer visitas a abrigos e residências de vítimas e cumprir mandados e medidas protetivas. 

“As operações coordenadas pelo Ministério em conjunto com as forças estaduais têm sido um sucesso. E com a Operação Vetus, um marco na proteção do idoso no Brasil, não será diferente. Milhares de denúncias vão ser apuradas e os responsáveis por esses crimes gravíssimos serão punidos”, afirma o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

A Operação Vetus II, que também conta com a articulação do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, acontece em todo os estados, menos na Bahia, onde foi realizada operação semelhante recentemente. O balanço de toda a ação será divulgado em novembro. 

Desde de 2020, a operação já apurou mais de 13 mil denúncias. Aproximadamente 570 agressores foram presos em todo o país.

Denuncie
A violência contra o idoso é crime que pode ter pena de dois meses a um ano de reclusão, além de multa. Para denunciar, inclusive de forma anônima, é só ligar no Disque 100. Qualquer pessoa pode acionar o canal gratuito, que funciona diariamente, 24 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. O serviço cadastra e encaminha os casos aos órgãos competentes.

Últimas