Brasília PCDF apura suspeita de fraude em concurso da corporação

PCDF apura suspeita de fraude em concurso da corporação

Investigação corre em sigilo. Circulam nas redes sociais imagens que seriam do caderno de provas

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) abriu uma investigação sigilosa para apurar as suspeitas de fraude no concurso público da corporação. As provas de agente e escrivão e ocorreram no último fim de semana. Nas redes sociais circulam fotos que mostram cadernos de provas, possivelmente do último certame, e que teriam sido divulgadas enquanto a aplicação ainda estava acontecendo.

O concurso realizado no domingo passado (22) foi marcado por muita confusão. O início das provas para agente atrasou em três locais por falta de pessoal para aplicar o exame, o que motivou reclamações de candidatos, com os portões abertos depois do horário. No fim de semana, houve ainda prova no sábado (21) para o cargo de escrivão.

Divulgação

Por conta da pandemia de Covid-19, o certame foi alvo de ações judiciais que questionavam as datas de aplicação. Ele chegou a ser adiado em diversas ocasiões. À princípio, a data inicial prevista para o concurso era março do ano passado, foi remarcada para agosto, depois outubro, e ficaram para 2021.

Fotos de caderno de provas do concurso da PCDF circulam na internet

Fotos de caderno de provas do concurso da PCDF circulam na internet

Reprodução

Ao todo, 141 mil pessoas se inscreveram para concorrer a uma das 600 vagas para agente e escrivão, cuja remuneração é de até R$ 8.698,78.

Últimas