Brasília ‘Petrobras precisa fazer sua parte’, diz Pacheco sobre combustíveis

‘Petrobras precisa fazer sua parte’, diz Pacheco sobre combustíveis

Para o presidente do Senado, Casa contribuiu para a queda do preço dos produtos derivados de petróleo ao votar dois projetos

  • Brasília | Alan Rios, do R7, em Brasília

Bomba de gasolina

Bomba de gasolina

Lucas Lacaz Ruiz / Folhapress - 02.05.2019

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou que “a Petrobras precisa fazer sua parte” para conter o aumento dos combustíveis. Em publicação no Twitter nesta segunda-feira (14), Pacheco lembrou das votações no Senado envolvendo o tema.

“O Senado votou duas matérias para conter a escalada dos preços dos combustíveis e agora a Petrobras precisa fazer sua parte e cumprir seu papel social. Os brasileiros e brasileiras não podem ser ainda mais penalizados”, escreveu.

Na última quinta-feira (10), a Casa aprovou o projeto de lei que altera a forma de cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nas operações que envolvem combustíveis, o que deve baixar o valor de venda dos produtos derivados de petróleo.

No texto, a alíquota do ICMS na comercialização de gasolina, etanol, diesel, biodiesel, gás de cozinha, derivado de gás natural e querosene de aviação passa a ser cobrada sobre o valor fixo por litro, e não pelo preço do produto.

No mesmo dia da aprovação no Senado, a Petrobras decidiu aumentar os preços de venda de gasolina e diesel às distribuidoras. Bolsonaro também criticou a ação, dizendo que a empresa não pode trabalhar "exclusivamente visando ao lucro" no momento em que o mundo enfrenta uma crise de combustíveis.

Últimas