Brasília Preso por extorquir motorista no DF, flanelinha é solto pela Justiça

Preso por extorquir motorista no DF, flanelinha é solto pela Justiça

Ele segue em liberdade provisória; suspeito está impedido de se aproximar de supermercado na 402 Sul, onde foi preso na sexta

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Guardador de carros Welton José da Costa

Guardador de carros Welton José da Costa

PCDF/Divulgação

O guardador de carros Welton José da Costa, 44 anos, preso em flagrante na última sexta-feira (11) por ameaçar e extorquir um motorista na Asa Sul, em Brasília, foi solto pela Justiça do Distrito Federal após audiência de custódia. Conhecido como "Paulão", Welton foi detido quando abordava uma vítima no estacionamento de um supermercado na 402 Sul.

As investigações apontam que o suspeito fez outras vítimas e que tem atuado desde o ano passado ameaçando e extorquindo motoristas em estacionamentos. A Polícia Civil divulgou a foto dele para identificar mais pessoas que tenham sido intimidadas por ele.

Welton segue em liberdade provisória, sem direito à fiança. Ele não pode deixar a capital federal por mais de 30 dias e nem se mudar. O guardador de carros está proibido de se aproximar do local dos fatos, em um raio mínimo de 500 metros. Se descumprir essas exigências, o flanelinha pode ter a prisão preventiva decretada.

Últimas