Brasília Secretário-executivo da Justiça sai de férias em meio a indefinição sobre permanência no cargo

Secretário-executivo da Justiça sai de férias em meio a indefinição sobre permanência no cargo

Ricardo Cappelli garantiu que não foi demitido instantes após anúncio de Lewandowski como novo ministro da Justiça

  • Brasília | Bruna Lima e Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Cappelli anuncia férias e diz que não foi demitido

Cappelli anuncia férias e diz que não foi demitido

Fernando Frazão/Agência Brasil - 15.02.2023

O secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Cappelli, afirmou nesta quinta-feira (11) que não foi demitido do cargo e anunciou que está entrando de férias. A declaração foi feita logo após a apresentação do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski como novo comandante da pasta. Há incerteza sobre a permanência do "número dois" do ministério. 

"Não pedi demissão. Vou sair de férias com a minha família e voltar para colaborar com a transição no Ministério da Justiça e Segurança Pública. União e Reconstrução", escreveu, pelas redes sociais. 

A interlocutores, Cappelli externou que só fica na pasta se continuar no atual cargo. Ele foi o braço-direito do ex-ministro Flávio Dino — novo integrante da mais alta Corte do país e que tomará posse em 22 de fevereiro — e ganhou prestígio por sua atuação como interventor federal na segurança pública do Distrito Federal depois dos atos extremistas do 8 de Janeiro.

A reportagem apurou que Lewandowski tem o desejo de designar o jurista Manoel Carlos de Almeida Neto para o cargo de secretário-executivo. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o futuro titular da pasta vai ter a prerrogativa de montar sua equipe, mas vai discutir com ele os nomes para ver "quem entra, quem sai".

"Normalmente, eu tenho por hábito cultural não indicar ninguém para nenhum ministério. Eu quero que as pessoas montem o time que ele vai jogar. [...] Dia 1º vamos fazer a posse do nosso querido Lewandowski como ministro da Justiça e aí já vai ter equipe montada. Ele vai conversar comigo e vamos discutir quem fica, quem sai, quem entra, quais são as novidades", disse Lula.

Oficialização de Lewandowski

O novo ministro da Justiça vai assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública em 1º de fevereiro, conforme anúncio desta quinta-feira (11). 

“É um dia muito feliz. Quero dizer ao povo brasileiro que ele vai ganhar com essas duas escalações. Uma na Suprema Corte e a outra na Justiça. Quero dizer pra vocês que esse aviso é muito gratificante e coroa o meu primeiro ano de mandato. Eu estou muito feliz com o que aconteceu no primeiro ano de mandato”, afirmou Lula.

O convite já havia sido feito por Lula em um almoço com Lewandowski na última segunda-feira (8), data que marcou um ano dos atos extremistas que levaram à invasão e depredação das sedes dos Três Poderes, em 8 de janeiro de 2023.

Últimas