Brasília Taxa de transmissão de Covid-19 no DF alcança novo recorde neste ano

Taxa de transmissão de Covid-19 no DF alcança novo recorde neste ano

De acordo com o boletim divulgado nesta quarta-feira pela Secretaria de Saúde, foram notificadas 2308 infecções em 24 horas 

  • Brasília | Carlos Eduardo Bafutto, do R7, em Brasília

Teste de antígeno para Covid-19

Teste de antígeno para Covid-19

Divulgação/SES-DF

A taxa de infecção da Covid-19 no Distrito Federal chegou a 2,46 nesta quarta-feira (19). Isso quer dizer que cada 100 pessoas infectadas pelo vírus transmitem a doença para outras 246 pessoas. Os maiores valores registrados durante a pandemia no DF até hoje tinham sido de 2,61 e 2,25 em março de 2021.

Nas 24 horas antes das 17h desta quarta-feira foram registradas 2308 infecções no Distrito Federal. Ao todo são 553.988 casos. Segundo a Secretaria de Saúde, atualmente são 28.671 casos ativos. O Distrito Federal conta no momento com 14 vagas em leitos de UTI na rede pública de saúde. Ao todo, já morreram 11.135 pessoas em decorrência da doença.  

Máscaras voltam a ser obrigatórias

O Governo do Distrito Federal editou, nesta quarta-feira (19), novo decreto que volta a tornar obrigatório o uso de máscara facial em locais abertos. A norma foi assinada pelo governador em exercício, Paco Britto, e foi publicada em edição extra do Diário Oficial.  A medida visa ao uso de máscara também no transporte público, em estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços, bem como em áreas de uso comum dos condomínios residenciais e comerciais.

A partir desta quarta está proibido também aglomerações em pistas de dança em bares, restaurantes, boates e casas noturnas. O ato, publicado no Diário Oficial do DF, é assinado pelo governador em exercício Paco Britto. A medida já havia sido anunciada por Ibaneis Rocha na segunda-feira (17) e, agora, foi oficializada.

O novo decreto altera a norma já editada na semana passada, que vetou a realização de eventos e shows com cobrança de ingresso ou valor cobrado convertido em consumação. O texto atual descreve que o uso de espaços de dança está impedido tanto em eventos pagos como gratuitos e vale para áreas públicas e privadas.

Últimas