Brasília Trio é condenado no DF por matar jovem acusado de furtar celular

Trio é condenado no DF por matar jovem acusado de furtar celular

Vítima foi acusada injustamente e acabou linchada em festa no Parque da Cidade, em 2018; penas variam de 19 a 22 anos de prisão

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, e Josiane Ricardo, da RecordTV

Tribunal do Juri

Tribunal do Juri

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Tribunal do Juri de Brasília condenou três pessoas pela morte de um adolescente de 16 anos, no Parque da Cidade, em 26 de maio de 2018. A sentença foi determinada na última quarta-feira (16). O jovem Victor Martins Melo, de 16 anos, foi linchado pelo grupo depois de ser acusado injustamente de furtar o celular de um deles. Um quarto acusado pelo crime foi absolvido.

O caso ocorreu durante uma festa no no estacionamento 11, em frente à pista de corrida do Carrera Kart. Por volta das 18h45, um dos réus percebeu que teve o celular furtado e acusou a vítima de ser o ladrão. Os três suspeitos, com ajuda de outros menores de idade perseguiram o rapaz. O jovem foi linchado até a morte, tendo recebido socos, chutes e golpes de faca.

O Ministério Público acusou os suspeitos de praticar o homicídio por motivo fútil, com uso de meio cruel e de maneira que dificultou a defesa da vítima. Eles também foram denunciados por violar o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por corromperem menores de idade para colaborarem com o assassinato.

Dois dos réus foram condenados a 19 anos e 9 meses de prisão. O terceiro teve pena determinada de 22 anos e 9 meses. Por conta da extensão das sentenças, eles terão de cumprir a determinação da Justiça em regime fechado.

Últimas