Brasília Vídeo: ex-padrasto mata jovem que tentou proteger a mãe

Vídeo: ex-padrasto mata jovem que tentou proteger a mãe

O crime aconteceu no Itapoã (DF). O jovem de 16 anos levou um tiro no olho ao se colocar entre a mãe e o agressor

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Um adolescente morreu com um tiro no olho ao tentar proteger a mãe contra as agressões do ex-companheiro. O homem atirou no jovem, que morreu no local, e fugiu em seguida. O crime aconteceu no Itapoã (DF), por volta de 20h deste sábado (19). O caso está a cargo da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), que investiga o suspeito por homicídio e tentativa de feminicídio.

Pedro Henrique Xavier dos Santos tinha 16 anos. A mãe dele, Luciene Xavier dos Santos, 41, também foi atingida pelos disparos, mas socorrida no local e hospitalizada. De acordo com a PCDF (Polícia Civil do Distrito Federal), o agressor se aproveitou de um culto que estava ocorrendo na casa de Luciene para se aproximar da vítima.

Reprodução/Pexels

O suspeito, que não teve o nome divulgado, tem uma filha de 12 anos com a mulher. Ele teria chegado ao local, dado início a uma discussão e empurrado Luciene por diversas vezes. Na sequência, ele sacou a arma e disparou contra ela. Mesmo ferida, a ex-companheira reagiu e lutou contra o autor dos disparos.

Na briga, o agressor segurou a ex-companheira pelos cabelos e a arrastou para fora da residência. Na rua, ele atirou novamente na mulher. O adolescente, então, correu para fora e se colocou entre a mãe e o agressor. Nesse momento, ele atirou no olho do garoto, que não resistiu ao ferimento.

Bala alojada na coluna

Socorristas levaram a mulher ao Hospital Regional do Paranoá. Um dos disparos atingiu a coluna de Luciene. Já o agressor fugiu do local de moto, mas foi preso ao cair do veículo durante uma perseguição policial com a Polícia Militar. Ele ainda conseguiu se livrar da arma usada no crime.

Ainda de acordo com informações da PCDF, o agressor já tinha passagem por roubo, estupro e furto e por ameaçar a família da Luciene. Uma das filhas da mulher denunciou o agressor pela ameaça em 12 de janeiro último. No ano passado, o agressor também já tinha ameaçado Pedro.

A reportagem teve acesso a um vídeo de uma testemunha que estava no local em que o suspeito caiu após ser perseguido pela PM. segundo o homem que filmou parte da ação, o agressor caiu da moto ao sair da via. “Aqui no Murão. Parece blitz, mas não é. O cara parece que deu um tiro na mulher lá no Itapoã, saiu correndo e a viatura jogou o carro em cima dele e ele caiu no Pinheiro, com a moto e com tudo”, relatou.

O delegado responsável pelas investigações, Ricardo Viana, chamou o crime de “repugnante”. “A mulher, corajosamente, travou uma luta corporal com o suspeito para proteger as pessoas que estava no local”, afirmou. Segundo ele, a mulher ficou com uma bala alojada na coluna.

Últimas