Carros Chevrolet Camaro ZL1 é fera com estúpidos 588 cv

Chevrolet Camaro ZL1 é fera com estúpidos 588 cv

Versão topo de linha do esportivo é vendida sob encomenda por R$ 300 mil

  • Carros | Rodrigo Ribeiro, do R7

A Chevrolet do Brasil nega até o fim, mas nos bastidores a opinião não é outra: a fama do Camaro amarelo subiu de maneira inversa à reputação do esportivo americano. Quem queria um modelo com potência de sobra e preço (quase) camarada não tem mais opções tão atraentes. Ou melhor, não tinha. Gastando R$ 78 mil a mais, é possível levar um Camaro ainda mais potente, exclusivo e malvado: o ZL1.

Importado de maneira independente pela Direct Cars (11-2307-2623) de São Paulo, o esportivo chega ao País por R$ 300 mil com um motor V8 6.2 sobrealimentado por compressor com 588 cv de potência. Além da força extra (são 182 cv a mais), o ZL1 tem um visual exclusivo, que mistura parte da dianteira do Camaro antigo com a traseira do novo.

Se o Camaro "normal" já tinha um visual agressivo, o ZL1 vai além. Com enormes entradas e saídas de ar no capô e gigantescas rodas de 20 polegadas, o esportivo apaga qualquer menção de Munhoz e Mariano com uma densa nuvem de fumaça.

Menos ego, mais desempenho
Cantar pneus na arrancada, aliás, é coisa para jovens donos do Camaro SS "comum". Quem está atrás do volante forrado com alcântara do ZL1 deixará exibicionismos e Mustangs para trás em quatro segundos. Este é o tempo que o modelo leva para sair do zero e chegar aos 100 km/h. Se o pé direito continuar no assoalho, o ZL1 não para até chegar aos 295 km/h de velocidade máxima.

Como outros do clube dos +500 cv, o Camaro ZL1 adota dois perfis distintos para seu uso diário, selecionados ao toque de um botão. Mais manso, o modo Tour deixa a suspensão mais macia e reprograma assistência de direção, motor e câmbio (automático de seis marchas) para tornar o passeio de seus dois ocupantes mais agradável.

Feito para as pistas de corrida e locais fechados, o modo Sport revela o lado negro do ZL1. Nele, todos os 580 cv e 76,8 kgfm de torque são despejados sem dó nos pneus 305/35 feitos pela Goodyear exclusivamente para o modelo. Como no Corvette (e algumas Ferrari), os amortecedores magnéticos permitem grandes estripulias ao volante ao mesmo tempo em que punem imprudências com impactos nada agradáveis em sua coluna.

Só para maiores
Com um ronco capaz de sobrepor até as maiores explosões de Michael Bay, o Camaro ZL1 não é para qualquer um. Apesar de ainda situar-se abaixo de alguns modelos da Mercedes AMG e Porsche, o esportivo é o degrau máximo para quem quer desempenho de sobra com um mínimo de discrição — algo que não é possível em um Corvette, por exemplo.

Seu DNA ainda limita maiores ambições: melhorado em relação ao Camaro "normal", o interior adota mais plástico rígido do que seu preço sugere, enquanto o espaço nos bancos traseiros são restritos para crianças ou adultos sem claustrofobia. Esses pequenos defeitos, no entanto, são superados com um movimento — do pé direito.

*Agradecimentos à Direct Cars (11-2307-2623) por gentilmente ceder o Camaro ZL1 testado

Últimas