Cidades Polícia tenta refazer trajeto de sequestro de jornalista em RR

Polícia tenta refazer trajeto de sequestro de jornalista em RR

Suspeita é que denúncias feitas pelo apresentador de afiliada da Record TV tenham motivado o crime. Ele está internado com fraturas nos braços e pernas 

  • Cidades | Do R7, com informações da Record TV

A polícia busca imagens de câmeras de monitoramento do provável trajeito realizado pelo grupo que sequestrou o jornalista Romano dos Anjos, apresentador do programa Mete Bronca, da TV Imperial, afiliada da Record TV. O apresentador foi sequestrado na noite da segunda-feira e encontrado nesta terça-feira (27) em Boa Vista, no estado de Roraima.

Leia também: Apresentador de TV foi agredido por não ter dinheiro vivo, diz delegado

 Romano dos Anjos, apresentador do programa Mete Bronca, da TV Imperial, afiliada da Record TV

Romano dos Anjos, apresentador do programa Mete Bronca, da TV Imperial, afiliada da Record TV

Reprodução/Instagram

Os investigadores também apuram se o crime tem relação com denúncias feitas diariamente pelo jornalista. Nas últimas semanas, ele denunciou casos de corrupção envolvendo políticos e desvio de recursos federais para o combate à covid-19. Entidades de imprensa se manifestaram sobre o caso. A Associação Brasileira de Rádio e de Televisão pediu apuração rigorosa. A Federação Nacional dos Jornalistas também cobrou a identificação dos criminosos.



O jornalista foi encontrado com vida em uma região rural de Boa Vista depois que um homem entrou em contato com a emissora. Ele está internado, com braços e pernas quebrados, mas não corre risco de morrer. A cabea e outros órgãos vitais foram poupados das agressões que sofreu nas mãos dos sequestradores.

O sequestro do apresentador começou por volta das 20h do domingo (25), na casa onde Romano estava junto com sua esposa, Nattacha Vasconcelos.

Quatro suspeitos teriam gritado, ordenando ao casal que entregasse quantias em dinheiro. Os homens também teriam perguntado sobre cofres. Quando o casal respondeu que não tinha dinheiro, afirmaram que levariam o veículo e a televisão. Nesse momento, teriam desligado as luzes da residência.

A esposa do jornalista foi amarrada e deixada no local, enquanto Romano foi levado em uma caminhonete pelos sequestradores. No veículo, as agressões pioraram, principalmente por parte do criminoso que afirmava pertencer à uma facção criminosa.

Sem obter dinheiro do apresentador, o grupo decidiu abandoná-lo, com as pernas e braços amarrados, depois que o integrante mais violento do grupo o agrediu por cerca de dois ou três minutos.

Romano já foi transferido para Hospital Geral de Roraima, de Boa Vista, onde é acompanhado por equipe multidisciplinar. Ele foi recebido em estado estável, com múltiplas fraturas nos braços e pernas.

"Um deles se passou com sotaque espanhol, dizendo ser do 'Sindicato", de uma facção criminosa, onde a todo momento queria saber onde estava o dinheiro (...) Como ele não tinha nehum dinheiro, eles o agrediram bastante", afirmou o Delegado Geral da Polícia Civil de Roraima, Herbert Amorim, em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (27).

O Mete Bronca é o programa mais antigo da TV Imperial. O jornalístico existe há mais de 15 anos com noticias policiais, de políticas e denúncias. Romano dos Anjos está à frente da atração há seis anos.

Últimas