Economia 7 em cada 10 'nunca ouviram falar' sobre proposta de 'nova CPMF'

7 em cada 10 'nunca ouviram falar' sobre proposta de 'nova CPMF'

Mais da metade dos brasileiros diz ser contra o uso dos recursos arrecadados com o imposto sobre transações digitais para financiar o Renda Cidadã

  • Economia | Do R7

Maioria é contra uso dos recursos na geração de empregos

Maioria é contra uso dos recursos na geração de empregos

Bruno Domingos/Reuters

A maior parte dos brasileiros (69%) 'nunca ouviu falar' sobre a proposta de criação de um novo imposto sobre transações digitais para os serviços de aplicativos e pagamentos via Internet. Outros 30% dizem já ter ouvido falar sobre o tema e 1% afirma não se lembrar da discussão a respeito da "nova CPMF".

Os números foram divulgados nesta terça-feira (13) por uma pesquisa realizada pela casa de análise de investimentos Exame Research em parceria com o Instituto Ideia.

Leia mais: CNI ataca criação de novo imposto sobre transações digitais

Sobre usar o montante arrecadado para financiar o programa Renda Cidadã, proposto pelo governo para substituir o Bolsa Família, 53% dos entrevistados disseram ser contra, 38% a favor e 10% não souberam opinar.

O levantamento também revela que 49% dos brasileiros seriam contra o uso dos recursos arrecadados com o novo imposto para reduzir os custos das empresas na contratação de novos trabalhadores. 41% foram favoráveis e 10% não souberam opinar.

Caso o novo imposto seja realmente criado, 44% avaliam que os recursos arrecadados devem ser destinados para a saúde, 24% para a educação, 10% para a geração de empregos, 7% para o pagamento do Bolsa Família/Renda Cidadã e 5% para a segurança.

Há ainda 2% que avaliam como melhor opção a divisão do montante entre todas as áreas e 7% que dizem ser contra qualquer tipo de novo imposto.

A pesquisa Exame/Edeia ouviu 1.200 brasileiros entre os dias 5 e 8 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Últimas