Economia Black Friday movimenta R$ 497 milhões e bate recorde de faturamento no Brasil

Black Friday movimenta R$ 497 milhões e bate recorde de faturamento no Brasil

Data se tornou a principal para o comércio eletrônico brasileiro

  • Economia | Diego Junqueira, do R7

Até as 21h desta sexta-feira (28), a Black Friday no Brasil já movimentou R$ 497 milhões apenas nas vendas pela internet. O resultado supera as cifras do ano passado, quando o faturamento chegou a R$ 424 milhões, o que faz dessa data a mais quente para o comércio eletrônico brasileiro.

Foram realizados mais de 1,2 milhão de negócios (1.245.056), com valor médio de R$ 399,50 por compra. O valor considera o período entre as 20h de quinta-feira (27) — quando alguns lojistas deram início às promoções — até as 21h de hoje. Os números são do site Busca Descontos, que organiza o evento, e da Clear Sale, especializada na prevenção de fraudes.

Segundo o levantamento, a categoria mais procurada pelos consumidores é a dos eletrônicos, com mais de 42,27% da preferência.

Em seguida aparecem esporte e lazer (15,04%), informática (10,96%), viagens (10,65%) e moda (7,3%).

Ainda segundo a ClearSale, foram evitadas R$ 1.775.121 em fraudes. 

Fui enganado na Black Friday! O que faço agora?

Data tradicional do comércio norte-americano, a Black Friday acontece nos EUA um dia após o feriado de Ação de Graças, abrindo a temporada de compras do Natal.

O evento chegou ao Brasil em 2010, exclusivamente pela internet, mas, a partir do ano seguinte, foi adotado também por lojas físicas. Neste ano, grandes redes varejistas fizeram sucesso ao dar início às promoções ainda na quinta-feira.

Em São Paulo, o supermercado Extra localizado na Avenida Ricardo Jafet, no Ipiranga, teve que adiantar em duas horas o início da liquidação, na noite de ontem, em razão de um tumulto dos consumidores.

GALERIA: Não caia em roubadas na Black Friday! Veja dicas para uma compra segura

Comércio popular de São Paulo ignora Black Friday

Quer fazer compras online? Use o R7 Ofertas

Leia mais sobre Economia e ajuste suas contas

Últimas