Economia Dólar cai 0,8% e fecha a terça-feira negociado a R$ 5,09

Dólar cai 0,8% e fecha a terça-feira negociado a R$ 5,09

Recuo da moeda norte-americana foi guiado por dia positivo para ativos de risco com progressos na vacinação contra a covid-19

  • Economia | Do R7

Dólar desabou 0,77% após forte alta na véspera

Dólar desabou 0,77% após forte alta na véspera

Thomas White/Reuters

O dólar fechou em queda ante o real nesta terça-feira (15), com investidores espelhando o movimento da moeda norte-americana no exterior, num dia positivo para ativos de risco no mundo diante de expectativas de estímulos nos Estados Unidos e de progressos na vacinação contra a covid-19. Na sessão, a moeda fechou em baixa de 0,77%, a R$ 5,0873 na venda.

No exterior, o índice do dólar cedia 0,2%, operando próximo de mínimas em dois anos e meio. Evidenciando a busca por ativos de risco, como moedas  correlacionadas a commodities, o peso mexicano saltava 1,6%, o rand sul-africano ganhava 0,8% e o dólar canadense subia 0,6%.

"Investidores seguem focados na luz no fim do túnel - as melhores perspectivas de retorno à normalidade com a distribuição das vacinas", disse Victor Beyruti, economista da Guide Investimentos.

O foco nas discussões sobre mais estímulo nos Estados Unidos também está no radar, com analistas contando que a aprovação de mais ajuda fiscal ajudará a conter a disseminação do coronavírus e amenizará os impactos econômicos da pandemia. Na véspera, os mercados passaram por alguma realização de lucros, mas de forma geral analistas ainda veem o cenário como favorável.

Pesquisa do Bank of America com gestores de fundos da América Latina mostrou otimismo com o real, com 69% dos consultados vendo o dólar abaixo de R$ 5,10 ao fim de 2021, contra 45% da sondagem anterior. Além disso, o real é a moeda mais citada (42%) como resposta a qual divisa terá desempenho superior nos próximos seis meses, seguida por peso mexicano (19%).

Últimas