Dólar cai quase 1% e vale R$ 5,24, menor patamar desde o fim de julho

Queda de 0,91% da moeda norte-americana ocorreu com investidores à espera da nova taxa de juros da economia

Dólar oscilou entre R$ 5,21 e R$ 2,28 ao longo da sessão

Dólar oscilou entre R$ 5,21 e R$ 2,28 ao longo da sessão

Pixabay

O dólar fechou em queda ante o real nesta quarta-feira (16) e renovou mínima desde o fim de julho, com as operações domésticas replicando dia positivo para moedas emergentes em geral, enquanto investidores analisaram decisão de política monetária nos Estados Unidos e ainda aguardam parecer sobre os juros no Brasil mais tarde.

Na sessão, a moeda norte-americana caiu 0,91%, a R$ 5,2406. É o menor nível desde 31 de julho (R$ 5,2185). A moeda operou em queda durante todo o dia, oscilando entre R$ 5,276 (-0,24%) e R$ 5,211 (-1,47%).

A mínima intradiária foi atingida após o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) anunciar manutenção dos juros entre zero e 0,25% e dizer que vai tolerar inflação moderadamente acima da meta de 2% para permitir maior crescimento do mercado de trabalho.

Aqui, o foco se volta para a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) de mais tarde, com expectativa do mercado de juros estáveis em 2% ao ano, mínima recorde. "Se o Banco Central não apresentar mudanças inovadoras em sua comunicação, o que também parece ser o cenário-base do mercado, esperamos ver impacto limitado nos preços dos juros e do câmbio", disseram analistas do Citi.