Dólar sobe pela 4ª vez seguida e vale R$ 4,20, maior patamar da história

Alta de 0,3% faz moeda norte-americana superar os R$ 4,195 registrados em setembro de 2018 e bater maior patamar do Plano Real

Alta recente do dólar ocorre por incertezas no exterior

Alta recente do dólar ocorre por incertezas no exterior

Jose Luis Gonzalez/Reuters - 12.2.2018

O dólar comercial subiu pela quarta sessão consecutiva nesta segunda-feira (18) ante o real e passou a ser negociado a 4,2061. Trata-se do maior patamar de fechamento da moeda-norte-americana desde a criação do Plano Real.

A variação de 0,3% do dólar na sessão desta segunda-feira fez a divisa superar os R$ 4,1957 registrados no dia 13 de setembro do ano passado, que era até então a maior cotação da moeda ante o real.

Leia mais: Dólar para turistas já é vendido por R$ 4,68 nas casas de câmbio

A valorização da moeda-norte-americana ocorreu em uma sessão negativa para divisas emergentes em meio a dúvidas sobre a relação comercial entre Estados Unidos e China.

Na semana passada, o dólar já havia superado por duas vezes a segunda maior cotação desde a criação do Plano Real e já flertava com os R$ 4,20.

Pela manhã, o Banco Central vendeu 4.000 contratos de swap cambial reverso e US$ 200 milhões em moeda spot. A autoridade monetária vendeu ainda 8.000 contratos de swap tradicional para rolagem do vencimento janeiro 2020.