Economia Empregos preservados com acordos trabalhistas superam 3,5 milhões

Empregos preservados com acordos trabalhistas superam 3,5 milhões

Profissionais presentes nas negociações com base na MP 936 receberão um benefício emergencial equivalente a uma parte do seguro-desemprego

  • Economia | Do R7

MP permite reduzir salários e suspender contratos

MP permite reduzir salários e suspender contratos

Marcos Santos/USP Images

Mais de 3,5 milhões de trabalhadores já tiveram seus salários e jornadas reduzidas nos moldes da MP (Medida Provisória) 936, editada para preservar o emprego dos brasileiros durante o enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Nos acordos, os patrões podem, através de acordos individuais ou coletivos com seus empregados, reduzir jornada de trabalho e salário ou suspender o contrato de trabalho.

De acordo com dados revelados nesta quinta-feira (23) pelo Salariômetro, da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), apontam que os setores de bares, restaurantes e hotéis lideram as negociações com trabalhadores lideram as negociações realizadas no período da pandemia.

Os profissionais presentes nas negociações receberão um benefício emergencial equivalente a uma parte do seguro-desemprego a que teriam direito caso fossem demitidos. O valor seria um auxílio do governo para amortecer a perda na renda familiar do trabalhador.

As negociações individuais valem para os trabalhadores com carteira assinada e que recebem até R$ 3.135 ou que tenham ensino superior e ganham acima de R$ 12.202,12.

Quem tem salário intermediário também pode negociar individualmente para reduzir 25% da jornada e do salário, mas depende de acordos coletivos, negociados pelos sindicatos das categorias, para alterações mais radicais no contrato.

Últimas