Governo poderá perder o secretário Mansueto "brevemente", diz Guedes

Ministro da Economia fez comentário logo após defender mudanças nas regras dos salários do funcionalismo

Mansueto Almeida é o secretário do Tesouro

Mansueto Almeida é o secretário do Tesouro

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, previu nesta sexta-feira (7) que o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, poderá deixar o governo "brevemente" para assumir uma função no setor privado ou em uma instituição multilateral.

Leia mais: Guedes: Brasil está a caminho do fortalecimento da estrutura fiscal

"Se o cara (Manuseto) estivesse no setor privado estava ganhando uma fortuna, eu acho até que nós vamos perder ele brevemente", afirmou Guedes durante evento na Fundação Getúlio Vargas.

O ministro fez o comentário logo após defender mudanças nas regras dos salários do funcionalismo. "Tem gente que entrou há cinco anos lá e ganha só 15% menos que o Mansueto, que está com 20 anos de experiência", afirmou.

Guedes ressaltou que ele tem todo o interesse em manter o secretário no governo.

"Fica um ano, fica este ano com a gente, depois você sai", afirmou, em referência a Mansueto. "Se quiser sair, nós queremos capturar de novo."