Coronavírus

Economia Isolamento social gera vagas temporárias na saúde e alimentação

Isolamento social gera vagas temporárias na saúde e alimentação

Setores estão contratando profissionais para atender demanda criada com a pandemia do novo coronavírus e o confinamento da população

  • Economia | Márcia Rodrigues, do R7

Maioria das contratações está sendo realizada nos supermercados

Maioria das contratações está sendo realizada nos supermercados

Fabiano Mesquita/Framephoto/Estadão Conteúdo - 03.04.2020

Os setores de saúde e alimentação estão se desdobrando para atender a demanda da população durante a pandemia do coronavírus. Apesar de a crise que atinge a economia, a movimentação em farmácias, clínicas, hospitais e supermercados gera oportunidade de trabalho para diversos profissionais.

Leia mais: Pequenos negócios usam internet para vender chocolates na Páscoa

Segundo a Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário), há vagas para trabalhadores qualificados nas duas áreas, consideradas essenciais nesse período.

Na saúde, há oportunidades para atuação em hospitais, estabelecimentos de campanha e clínicas para as seguintes funções:

- Enfermeiro;
- Técnico de enfermagem;
- Serviço de manutenção;
- Serviço de copa; e
- Serviço de recepção.

Também existem vagas na indústria  de suprimento hospitalar, com foco na produção de EPIs, embalagens, álcool gel e derivados de toda a cadeia da saúde.

Leia mais: Ovo de Páscoa pode custar até 270% mais do que chocolate em barra

No setor de alimentação, as chances estão concentradas na produção de alimentos, embalagens e nos supermercados varejistas e atacadistas. Os cargos são:

- Operador de loja;
- Repositor;
- Caixa;
- Padeiro;
- Açougueiro; entre outros.

Michelle Karine, presidente da Asserttem, diz que ainda não dá para mensurar o efeito da pandemia do coronavírus no volume de vagas temporárias abertas para a Páscoa, já que esses dados são consolidados dois meses após a data. A previsão, no entanto, é de que haverá um impacto significativo.

"As empresas, em geral, estão demitindo os profissionais temporários por causa da pandemia. Em contrapartida, a indústria e o varejo do setor alimentício estão precisando de reforço, não por causa da Páscoa, mas devido ao isolamento social", explica.

Leia mais: Como ganhar dinheiro extra vendendo ovos de Páscoa caseiros

O movimento maior, segundo Michelle, está sendo observado nos hipermercados e supermercados. O GPA, detentor das marcas Compre Bem, Assaí, Pão de Açúcar, Extra, Mercado Extra, Minuto Pão de Açúcar, Mini Extra, entre outras, abriu processo seletivo para contratar 5 mil profissionais.

Os novos funcionários trabalharão em um período inicial de 30 dias, podendo ser prorrogado.

As oportunidades são para cargos operacionais (como estoquistas, caixas e atendentes) nas lojas e e-commerce do Extra e do Pão de Açúcar de todo o Brasil, além do James e da Cheftime, startups que pertencem à companhia.

Rede está com 5 mil vagas abertas

A rede Carrefour está em andamento com um processo seletivo para contratar  5 mil profissionais. Os postos de trabalho são para:

- Operador de loja;
- Auxiliar de perecíveis;
- Agente de prevenção;
- Recepcionista de caixa;
- Padeiro;
- Peixeiro;
- Técnico em manutenção;
- Açougueiro;
- Operador de centro de distribuição; e
- Vendedor de eletrodomésticos.

Há oportunidades em todas as cidades do Brasil, no entanto, há um número maior de vagas nos municípios de Manaus (AM), Brasília (DF), Goiânia (GO), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Campinas (SP), Ribeirão Preto (SP), ABC (SP), Baixada Santista (SP) e na capital paulista, todas localizadas no estado de São Paulo.

Leia mais: Sete microempresárias falam sobre o efeito coronavírus nos negócios

Para se candidatar, é necessário ter concluído ou estar cursando o segundo grau completo. Algumas funções exigem outros pré-requisitos.

Operador de caixa

Pede ao candidato atuação em reposição, precificação, verificação de validade e apoio às demandas dos clientes das áreas têxtil, utilidades do lar, papelaria, ferramentas, brinquedos, eletrodomésticos, alimentos não perecíveis, congelados, mercearia, limpeza e higiene pessoal.

Auxiliar de perecíveis

Exige experiência como auxiliar na produção, organização, limpeza e ter atuado no apoio às demandas do clientes nas áreas de frios e laticínios, padaria, açougue, peixaria e frutas, legumes e verduras.

Agente de prevenção

Solicita segundo grau completo para atuar na fiscalização e controle de movimentação de mercadorias e pessoal, controle de quebras, monitoramento de câmeras, segurança patrimonial e orientação ao público.

Recepcionista de caixa

Requer interesse em atuar no registro e recebimento das mercadorias nos pontos de vendas, organização de check stand e apoio às demandas dos clientes.

Os interessados devem se cadastrar por meio do site http://www.99jobs.com/carrefour.

Grupo tem 700 vagas abertas na área da saúde

O Grupo Soulan está com mais de 700 vagas de emprego na área de saúde e nas indústrias farmacêutica, de produtos de limpeza e química.

A maior parte das posições é para atuação na região metropolitana de São Paulo e o processo seletivo é totalmente on-line, inclusive as entrevistas, para garantir a segurança de todos por conta da necessidade de isolamento social como forma de evitar o contágio da covid-19.

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e para diversas ocupações. Entre elas:

- Auxiliar de farmácia;
- Consultor de saúde;
- Enfermeiros;
- Instrumentistas;
- Terapeuta ocupacional; e
- Técnico em química.

Confira todas as vagas disponíveis podem ser conferidas neste link

Indústria de chocolate está aquecida

O setor alimentício, principalmente a indústria de produção de chocolate, está bastante aquecido, segundo Michelle.

"Talvez a Páscoa esteja movimentando o setor, mas o aquecimento também pode ser resultado do abastecimento de emergência que as pessoas começaram a fazer. Essa indústria não faz apenas ovos e artigos para a Páscoa. Ela produz uma variedade de chocolates e a população está consumindo chocolate."

Processo seletivo remoto

Quase 100% das agências que atuam com vagas temporárias estão realizando a seleção dos candidatos de forma remota.

As entrevistas são feitas via vídeo ou por telefone. As conversas presenciais ocorrem apenas em casos de extrema necessidade e tomando todas as cautelas estabelecidas pela OMS (Organização Mundial da Saúde), segundo Michelle.

Os processos de contratação - envio de documentos - também são feitos de forma digital.

A maioria das agências recebe os currículos pelos seus sites oficiais ou outras fontes de captação. No site da Asserttem é possível acessar as empresas associadas

Pandemia fechou vagas em outros setores

Apesar de o bom desempenho dos setores de saúde e alimentação, a maioria dos segmentos econômicos vem sofrendo com a pandemia do coronavírus.

Das mais de 2.200 agências associadas da Asserttem, 81% tiveram contratos de trabalho encerrados em razão da pandemia. A maior parte deles é da indústria. Entre as associadas, 60% tiveram a oferta de vagas temporárias e efetivas suspensas pelos clientes.

A pesquisa, realizada na primeira semana de abril,  também apontou que 53% das agências têm vagas temporárias e efetivas abertas, sendo que 25% delas concentra, apenas, oportunidades temporárias. Do total de associadas, 18% não têm vagas abertas em razão da pandemia.

Empresárias demitiram temporários

Glauci Pereira, dona da Delícias Glauci, contratou seis profissionais temporários, em fevereiro, para auxiliar na movimentação do período de Páscoa, mas precisou demiti-los logo que iniciou o isolamento social.

"Demos férias para nossos funcionários e somente a nossa família está trabalhando, já que as vendas não chegam nem a 20% do que atingimos nos anos anteriores", diz a empresária.

Outra empreendedora, Vanessa Couto, dona da unidade da rede Cacau Show do Shopping Frei Caneca, em São Paulo, também precisou demitir os funcionários temporários logo que o isolamento social começou.

"Fico triste porque gosto de contratar gente e ver a loja cheia", comentou.

Últimas