Economia Lote extra do auxílio emergencial vai beneficiar 206 mil famílias

Lote extra do auxílio emergencial vai beneficiar 206 mil famílias

Grupo adicional de contemplados vai entrar no calendário do próximo pagamento, com início em 16 de maio

  • Economia | Do R7

Governo vai investir R$ 40,2 milhões no pagamento do segundo lote extra do auxílio

Governo vai investir R$ 40,2 milhões no pagamento do segundo lote extra do auxílio

Marcelo Camargo/Agência Brasil - 07.04.2020

Depois de um novo processamento de dados, o Ministério da Cidadania divulgou, nesta terça-feira (27), um lote extra com 206.126 famílias que serão contempladas com o auxílio emergencial. Esse grupo vai receber o benefício seguindo o calendário do próximo pagamento, com início em 16 de maio para os nascidos em janeiro e término em 16 de junho para os aniversariantes de dezembro.

O valor total a ser investido pelo governo federal no pagamento de cada parcela para este novo público é de R$ 40,26 milhões. Destes mais de 206 mil beneficiados, 142.531 têm direito à cota de R$ 150 (pessoas que moram sozinhas), 39.719 cidadãos receberão R$ 250, enquanto 23.876 são mulheres chefes de família que sustentam a casa sozinhas e receberão a cota de R$ 375.

Este é o segundo lote extra pago pelo governo. O primeiro foi divulgado no dia 12 e beneficou 236 mil famílias. No site www.cidadania.gov.br/auxilio o trabalhador pode conferir se foi considerado elegível a receber o benefício.

Aniversariantes de outubro

Nesta terça-feira (27), o pagamento do auxílio foi feito aos aniversariantes de outubro. São 2,44 milhões de contemplados em um investimento de R$ 505,87 milhões. Com isso, o total de beneficiados do grupo do cadastro único e dos trabalhadores que se inscreveram no programa pelos meios digitais e que já receberam a primeira parcela chegou a 24,06 milhões de pessoas, totalizando um repasse de R$ 4,98 bilhões.

Os integrantes do Bolsa Família (PBF) com o Número de Identificação Social (NIS) final 7 que recebem o auxílio também tiveram a primeira parcela do benefício depositada nesta terça (27). Contando esse grupo, são R$ 2,08 bilhões destinados ao pagamento do benefício para inscritos no Bolsa Família até o momento. Na soma com o público de aplicativos e Cadastro Único, já são R$ 6,97 bilhões em repasses para a primeira parcela do auxílio.

Escalonamento

O Congresso Nacional autorizou um investimento de R$ 44 bilhões nesta etapa do programa. De acordo com o Ministério da Cidadania, o modelo de escalonamento das transferências, adotado no ano passado, segue com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa e nas lotéricas. A estimativa é de que as quatro parcelas do auxílio 40 milhões de famílias.

Últimas