Economia Paulo Guedes defende reforma política para acabar com a reeleição

Paulo Guedes defende reforma política para acabar com a reeleição

Ministro da Economia ironizou o fato de que os dois mandatos de FHC, Lula e Dilma abrem caminho para novo governo Bolsonaro

  • Economia | Do R7

Guedes prega mandato único de cinco anos para chefe do Executivo

Guedes prega mandato único de cinco anos para chefe do Executivo

Adriano Machado/Reuters - 23.11.2021

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta quinta-feira (19) uma reforma política que ponha fim à reeleição para a Presidência da República no Brasil.

"A reeleição é uma tragédia brasileira. [...] Era melhor que houvesse um mandato de cinco anos, sem reeleição, sincronizado. Faz uma política uma vez a cada cinco anos, não uma vez a cada dez minutos", destacou.

Apesar da avaliação, ele considera que a alteração no sistema eleitoral deve ser feita no próximo mandato do presidente Jair Bolsonaro (PL). "Tomara que o presidente faça a reforma política."

"Se tivesse tido um [governo] Fernando Henrique, um Lula, uma Dilma, dava para ter um Bolsonaro. Com duas [gestões] Dilma, dois Fernando Henrique e dois Lula, talvez precise de dois Bolsonaro", ironizou Guedes.

De acordo com Guedes, as críticas de que há uma tentativa de golpe no Brasil são feitas pelos adversários do governo. "A esquerda ficou 30 anos no poder e quem está em risco são eles, que perderam a eleição, não a democracia brasileira", ressaltou.

Guedes citou ainda que deseja estar no eventual segundo mandato do presidente Jair Bolsonaro, caso a aliança de centro-direita permaneça forte e reformista. "Se essa coalizão, que é o caminho da prosperidade seguir, é natural que eu ajude, apoie e esteja lá”, previu.

Últimas