Enem 2021

Educação Enem 2021: estudantes comentam o segundo dia de provas

Enem 2021: estudantes comentam o segundo dia de provas

Áreas do conhecimento avaliadas foram matemática e ciências da natureza, que incluem os conteúdos de biologia, física e química

  • Educação | Da Agência Brasil

Gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados pelo Inep até 1º de dezembro

Gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados pelo Inep até 1º de dezembro

Valter Campanato/Agência Brasil - 28.11.2021

Ansiosos pelo ingresso no estudo de nível superior, estudantes de todo o país participaram no último domingo (28) do segundo dia de aplicação de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021. As áreas do conhecimento avaliadas no certame foram matemática e ciências da natureza, que compreendem as disciplinas de biologia, física e química.

Giovana Nogueira de Jesus, de 22 anos, disse em entrevista à TV Brasil que achou a primeira etapa do exame, realizada no domingo passado, tranquila. “Nunca cai aquilo que a gente estuda. Eu não estou preparada, mas estou pensando positivo, que tudo vai dar certo. Tô bem calma. Quero me formar em direito e ser delegada na carreira militar”, afirmou.

Gabriele Souza da Silva, de 16 anos, disse que não se sente pressionada a participar pela primeira vez no Enem. Sobre o primeiro dia de provas, a estudante paulista afirmou que não sabia muito sobre o tema da redação. “Eu achei o tema da redação importante, mas não é uma questão muito falada, então não soube direito o que escrever.” A estudante disse que chegar cedo para o segundo dia do Enem foi uma das estratégias que encontrou para manter a tranquilidade com as disciplinas de exatas, com as quais afirma não ter “muita afinidade”.

Gabriela Cattan, também de 16 anos, fez o Enem para treinar. “Eu comecei por biologia, que achei ser a parte mais fácil no dia de hoje. Mas o resto achei bem complicado”, relatou.
Para Gabriela, as questões de física foram a parte mais exigente do conteúdo. “Agora já sei como funciona e como lidar. Acho que ano que vem será mais fácil.”

João Vitor Honório Marins, de 15 anos, se lembra de uma questão que envolvia o cálculo da média de idade dos estudantes. Segundo o aluno, a necessidade de estudo vai bem além do que ele havia pensado inicialmente. “Entendi apenas algumas questões. Em matemática mesmo eu não sabia praticamente nada”, explicou.

Já José Vitor Brasileiro da Silva, de 17 anos, acha que foi bem na prova de exatas. “Fui fazendo as questões que achava mais fáceis. Consegui ir resolvendo e fiquei feliz com o meu desempenho. Em física, fiquei um pouco abaixo”, relatou.

Nas redes sociais, inscritos no exame compartilharam memes e, na maior parte das postagens, também mencionaram dificuldades com o conteúdo exigido. Houve ainda relatos isolados de problemas técnicos em certas salas de aplicação de provas, como falta de luz e a ausência de cadernos para alunos com necessidades especiais, mas o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) ainda não se manifestou sobre o número exato de ocorrências durante a aplicação das provas.

Segundo o Inep, os estudantes que não compareceram aos locais de prova por problemas logísticos ou por doenças infectocontagiosas, como a Covid-19, poderão pedir a reaplicação do Enem 2021, a partir desta segunda-feira (29), por meio da Página do Participante. É necessário enviar um documento para comprovar a solicitação. O prazo vai até a próxima sexta-feira (3).
O gabarito oficial e os cadernos de questões serão divulgados pelo Inep até 1º de dezembro.

Últimas