Saeb deve ser anual e será aplicado para todas as séries

Portaria amplia exame, provas devem ser aplicadas em papel e pelo computador  e governo estuda uso para acesso à universidade

Estudantes participam de provas do Saeb

Estudantes participam de provas do Saeb

Elza Fiuza/Agência Brasil

O governo divulgou uma portaria nesta quarta-feira (6) ampliando o Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica). A partir de agora todos os alunos serão avaliados. As provas serão anuais e as notas seriadas poderão ser utilizadas para o acesso à universidade. 

O Saeb é aplicado atualmente a estudantes de 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e da 3ª série do ensino médio. De acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), neste novo modelo, as provas  as provas serão em papel para os 2º, 3º e 4º anos do ensino fundamental e eletrônicas do 5º ano em diante.

Ainda de acordo com o Instituto, no futuro, as provas digitais serão adaptativas, ou seja, a cada item que o aluno fizer, o equipamento sorteará a próxima questão, baseada na resposta que o aluno deu no item anterior. Cada avaliação, portanto, será única para cada estudante. O exame feito pelo computador permitirá ter estimativas mais precisas da proficiência dos alunos, assim como redução no tempo da coleta de dados e da divulgação dos resultados.

Enem seriado

A portaria prevê que o Saeb possa ser mais um caminho de acesso ao ensino superior: o chamado Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) Seriado. As provas dos alunos do ensino médio formarão uma nota a partir da pontuação adquirida em cada série desta etapa de ensino, que poderá ser utilizada para ingresso na universidade. Os estudantes que fizerem a prova da 1ª série do ensino médio em 2021 já estarão concorrendo a vagas nas universidades para quando concluírem o ensino médio, em 2023.

Apesar das avaliações, o Enem tradicional deve permanecer tanto nas versões impressa como digital.

O novo Saeb também será feito em colaboração com os estados e municípios, com a participação de professores das redes.