Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Eleições 2014
Publicidade

Aécio volta a exaltar gestão em MG e diz que “mentira tem sido a marca” do governo

No RS, candidato do PSDB promete “mais qualificado de todos os governos da história” se eleito

Eleições 2014|Do R7


Aécio reclamou, de novo, do governo: "Legado [de] inflação alta, crescimento baixo e uma perda crescente da credibilidade do País
Aécio reclamou, de novo, do governo: "Legado [de] inflação alta, crescimento baixo e uma perda crescente da credibilidade do País

O candidato à Presidência da República Aécio Neves (PSDB) voltou a destacar neste sábado (18) sua gestão à frente do governo de Minas Gerais, sobretudo nas áreas da saúde e da educação, e criticou “as mentiras” adotadas pela campanha de Dilma Rousseff (PT) para desconstruí-lo.

Em Porto Alegre (RS), o tucano disse que, durante a campanha eleitoral, “ninguém desconstrói com mentiras algo que é concreto” e voltou usar o termo “desespero” para qualificar a candidatura de Dilma Rousseff. Aécio disse que a campanha dele entrará no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com ação para mostrar as mentiras da publicidade petista.

— Nós estamos entrando na Justiça Eleitoral mais uma vez para mostrar as mentiras da sua propaganda e que a mentira tem sido a marca desse governo. [...] Minas Gerais, se ela quisesse fazer justiça aos mineiros, respeitar os mineiros lembraria, que Minas tem a melhor educação fundamental do Brasil, a melhor saúde da região Sudeste.

Leia mais notícias de Eleições 2014

Publicidade

Economia

Aécio voltou a disparar contra o governo por causa dos indicadores econômicos, “que nos deixará como legado inflação alta, crescimento baixo e uma perda crescente da credibilidade do País”. O tucano aproveitou para relembrar os supostos casos de corrupção na Petrobras.

Publicidade

— O fracasso na gestão do Estado Nacional, com as obras como sempre inacabadas ou paralisadas, muitas com sobrepreço, e várias sob denúncia de pagamento de propinas. Não preciso lembrar a vocês os vergonhosos episódios que na Petrobras surgem todo dia.

Armínio Fraga

Publicidade

Ao lado do candidato ao governo do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori (PMDB), Aécio também falou sobre suas indicações para compor o governo. Sobre o ministério da Fazenda, para o qual o tucano já sinalizou que será comandado pelo ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, Aécio disse que tomou essa decisão porque estava preocupado com a geração de empregos.

— Quando falei no nome de Armínio Fraga, queria sinalizar de uma forma muito clara para uma nova condução da política econômica porque a perda de credibilidade do Brasil vem impactando na geração de empregos. [...] E quando eu anuncio um nome da categoria, da importância, da respeitabilidade de Armínio, eu sinalizo em que direção? De uma política fiscal transparente, da previsibilidade, do respeito aos contratos, do resgate das agências reguladoras, tudo isso como estímulo a que os investimentos voltem a vir para o Brasil.

O tucano prometeu ainda que, se vencer a eleição presidencial, o País vai “ter o mais qualificado de todos os governos da história republicana do Brasil, porque eu vou buscar os nomes na sociedade, vou buscar os nomes a partir do conhecimento que cada um tenha”.

— Não farei o governo de um partido político e de uma aliança, farei o governo de todos os brasileiros, até porque os desafios que nós temos pela frente são imensos e nós precisamos dos mais preparados, os mais qualificados para enfrentá-los.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.