Eleições 2014 Silas Malafaia cobra Marina por posição sobre casamento gay e agita campanha

Silas Malafaia cobra Marina por posição sobre casamento gay e agita campanha

Presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo diz esperar resposta até segunda-feira

Silas Malafaia cobra Marina por posição sobre casamento gay e agita campanha

Silas Malafaia iniciou as cobranças sobre o programa nesta sexta

Silas Malafaia iniciou as cobranças sobre o programa nesta sexta

Reprodução

O pastor Silas Malafaia, presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, agitou as redes sociais neste sábado com mensagens contra uma passagem do programa de governo da candidata à Presidência Marina Silva (PSB) que prometia encaminhar uma lei pela aprovação do casamento gay. Horas depois, a campanha de Marina publicou uma “errata” sobre o assunto.

Malafaia deu início a uma série de postagens em seu perfil no Twitter na noite desta sexta-feira (29) para critica o programa de governo de Marina — as mensagens levaram o pastor aos Trending Topics da rede social. Segundo ele, “o programa de governo do partido de Marina é pior que o PT e o PSDB no que tange aos direitos dos gays”, pois “apoia descaradamente o casamento gay”.

— É uma vergonha o programa de governo do PSB de Marina no que tange a causa gay, prevê casamento, adoção de crianças e etc. (...) Estou como muitos cristãos aguardando o posicionamento de Marina sobre o programa de governo do PSB de apoio a agenda do ativismo gay.

Marina não comenta possibilidade de vitória no primeiro turno

Leia mais sobre Eleições 2014

Coincidência ou não, na manhã deste sábado a campanha de Marina publicou “errata” para corrigir uma “falha processual na editoração”. Após a mudança, o apoio ao casamento gay foi substituído pelo compromisso de “garantir os direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo”.

Posicionamento

Apesar da mudança, Malafaia não se deu por satisfeito e voltou a publicar no Twitter neste sábado para dizer que “o programa de governo de Marina pensa que o povo de Deus é idiota”, já que “corrigiu palavras, mas a essência é a mesma, pior, cheio de subjetividades”. O pastor ainda prometeu ser mais duro.

— Se Marina não se posicionar até segunda[-feira], na terça será a mais dura e contundente fala que já dei até hoje sobre um candidato a presidente.

Questionada sobre o assunto neste sábado durante agenda de campanha no Rio de Janeiro, Marina disse que foi "corrigido um erro", e que não teria recuado de suas posições só para evitar polêmicas. 

A candidata aproveitou para ressaltar seu "compromisso com o Estado laico e o respeito às liberdades individuais e religiosas daqueles que acreditam ou que não acreditam, sem importar cor ou orientação sexual". 

Veja as notícias do R7 na palma da mão. Assine o R7 Torpedo

Eleições 2014: Nirlando Beirão faz análise sobre última pesquisa Datafolha