Eleições 2022 Campanha eleitoral começa nesta terça-feira; confira agenda de candidatos à Presidência

Campanha eleitoral começa nesta terça-feira; confira agenda de candidatos à Presidência

A partir desta terça, candidatos poderão fazer comícios e pedir votos; SP e MG receberão maioria dos presidenciáveis

  • Eleições 2022 | Augusto Fernandes, do R7, em Brasília

Candidatos à Presidência da República

Candidatos à Presidência da República

Montagem

O período para campanha eleitoral começa nesta terça-feira (16), e a maioria dos candidatos à Presidência da República estará nas ruas para apresentar propostas ao eleitorado e pedir votos.

Nos primeiros dias de campanha, os dois principais colégios eleitorais do país, São Paulo e Minas Gerais, serão palco para a maior parte das agendas dos políticos que disputarão o Palácio do Planalto. Confira:

Jair Bolsonaro (PL)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) estará em Juiz de Fora (MG), cidade na qual foi alvo de um atentado a faca em 2018, semanas antes do primeiro turno das eleições. Ele deve ter uma reunião com autoridades religiosas da cidade e, em seguida, fazer uma motociata até o centro do município, onde participará de um comício com eleitores. Além disso, Bolsonaro vai a um evento na Santa Casa de Misericórdia.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) começará a campanha em uma fábrica de veículos em São Bernardo do Campo (SP), cidade onde iniciou sua carreira política. O primeiro grande evento do petista, contudo, acontecerá no sábado (20), quando ele participará de um comício no Vale do Anhangabaú, na capital paulista. Lula deve falar sobre programas sociais implementados ao longo dos dois mandatos que teve no Palácio do Planalto, de 2003 a 2010. 

Ciro, Tebet e D’Ávila

Ciro Gomes (PDT) também estará em São Paulo. Assim como os adversários, ele vai focar uma agenda para a população mais pobre. O candidato fará uma caminhada pela zona leste da capital para conversar com moradores da região sobre sua proposta de renda mínima, que garantirá o pagamento de R$ 1.000, em média, a todas as famílias abaixo da linha da pobreza.

Assim como Lula e Ciro, Simone Tebet (MDB) vai cumprir agenda em São Paulo. Ela terá um encontro com representantes do setor cultural na zona oeste da capital paulista. Um dos objetivos da candidata, caso eleita, é recriar o Ministério da Cultura e fortalecer leis de incentivo à cultura, como a Lei Rouanet, a Lei Aldir Blanc e a Lei do Audiovisual.

Felipe D’Avila (Novo) também estará em São Paulo. A primeira agenda de campanha dele ocorrerá em uma comunidade da zona oeste. D’Avila vai focar a discussão sobre projetos de empreendedorismo. A escolha por uma comunidade se deu pelo fato de que boa parte dos moradores das favelas brasileiras se consideram empreendedores e querem abrir o próprio negócio.

Propaganda eleitoral

Além das campanhas, a partir desta terça será permitida a propaganda eleitoral, inclusive na internet. Até 1° de outubro, véspera do primeiro turno das eleições, candidatos, partidos, federações e coligações podem fazer funcionar, entre 8h e 22h, alto-falantes ou amplificadores de som.

Os políticos poderão, também, realizar comícios e utilizar aparelhagem de sonorização fixa, entre 8h e 24h, podendo o horário ser prorrogado por mais duas horas quando se tratar de comício de encerramento de campanha. Serão permitidas, ainda, a distribuição de material gráfico e a realização de caminhada, carreata ou passeata, acompanhadas ou não por carro de som ou minitrio.

Últimas