Eleições 2022 Diferença entre pesquisas presidenciais e o resultado das urnas é grande; veja disparidades

Diferença entre pesquisas presidenciais e o resultado das urnas é grande; veja disparidades

Gráfico mostra a distância entre os números divulgados pelos institutos e o resultado da apuração

Durante a campanha eleitoral, os principais institutos de pesquisa anunciaram resultados muito diferentes na disputa presidencial do que aqueles verificados nas urnas de votação. O Datafolha e o Ipec davam menos de 40% de índice de votos para Jair Bolsonaro (PL), que teve 43,2% ao fim da apuração. Ao mesmo tempo, os dois institutos também apontavam possibilidade de vitória no primeiro turno de Lula (PT), o que não aconteceu.

Também houve uma grande disparidade na votação para governador em São Paulo. Durante toda a corrida eleitoral, Fernando Haddad (PT) sempre esteve à frente de Tarcísio de Freitas (Republicanos). Tanto o Ipec quanto o Datafolha davam de 41% a 39% a favor do candidato petista. No entando, ao fim da apuração, Tarcísio chegou em vantagem em relação a Haddad, com 42,32%, contra 35,7% para o candidato do PT.

Veja no gráfico abaixo as maiores diferenças entre o que foi divulgado pelos institutos e o resultado das urnas:

Arte/R7

Últimas