Eleições 2022 Em agenda em MG, Bolsonaro critica Lula e STF: 'Devemos botar um ponto-final nesse abuso'

Em agenda em MG, Bolsonaro critica Lula e STF: 'Devemos botar um ponto-final nesse abuso'

Presidente voltou a afirmar nesta sexta-feira (23) que ganhará a eleição em primeiro turno, marcado para 2 de outubro

O presidente Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro

Clauber Cleber Caetano/PR - 25.7.2022

Durante agenda em Minas Gerais nesta sexta-feira (23), o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) criticou seu principal rival na disputa, o petista Luiz Inácio Lula da Silva, e o Supremo Tribunal Federal (STF).

"Vocês sabem que vocês estão tendo cada dia mais a sua liberdade ameaçada por outro Poder, que não é o Poder Executivo. E nós sabemos que devemos botar um ponto-final neste abuso que existe por parte de outro Poder", afirmou Bolsonaro em Divinópolis (MG). 

Leia mais: A dez dias do primeiro turno, FHC pede voto em defesa da democracia

"O meu governo sempre jogou dentro das quatro linhas. Havendo a reeleição, todos, sem exceção, jogarão dentro das quatro linhas da Constituição", completou o presidente, que estava acompanhado de seu vice na chapa, o general Braga Netto. 

Ainda na agenda, Bolsonaro disse ser "maioria"' e voltou a afirmar que ganhará a eleição em primeiro turno, marcado para 2 de outubro, e novamente criticou Lula, sem citá-lo nominalmente.

"Querem alguém na Presidência que desrespeita a família brasileira? Que diz que vai liberar drogas para nossos filhos? Que diz ser favorável à ideologia de gênero? Querem alguém que não respeite a propriedade privada? Querem à frente da Presidência um ladrão da República?", indagou aos apoiadores.

Últimas