Eleições 2022 Haddad tem 33,2%, e Tarcísio, 22,5% ao Governo de SP, aponta Paraná Pesquisas

Haddad tem 33,2%, e Tarcísio, 22,5% ao Governo de SP, aponta Paraná Pesquisas

Levantamento indica tendência de disputa em segundo turno entre o candidato do PT e o do Republicanos ao Palácio dos Bandeirantes

Fernando Haddad (PT) e Tarcísio de Freitas (Republicanos)

Fernando Haddad (PT) e Tarcísio de Freitas (Republicanos)

Agência Brasil/Reprodução

Pesquisa do Instituto Paraná Pesquisas divulgada nesta segunda-feira (1º) mostra que o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) lidera a disputa ao governo paulista, com 33,2% das intenções de voto na pesquisa estimulada, quando os nomes dos candidatos são apresentados aos eleitores. Na sequência, aparecem o ex-ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas (Republicanos), com 22,5%, e o atual governador, Rodrigo Garcia (PSDB), com 14,0%. 

Arte/R7

O levantamento foi feito pela Paraná Pesquisas para a BGC Liquidez Distribuidora de Títulos Mobiliários Ltda. Foram ouvidos 1.880 eleitores com 16 anos ou mais em 75 municípios do estado entre os dias 25 e 28 de julho. A margem de erro é de 2,3 pontos percentuais, para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº SP-03818/2022.

Comparado com o cenário anterior da pesquisa estimulada, Tarcísio cresceu 3,3 pontos percentuais, e Haddad, 2,6.

No cenário espontâneo, quando os nomes dos candidatos não são apresentados aos eleitores, o ex-ministro de Bolsonaro aparece numericamente à frente, com 9,5% das intenções de voto. Haddad teve 6,8%. Considerando a margem de erro de 2,3%, os dois estão tecnicamente empatados (veja a tabela abaixo).

Arte/R7

O cenário induzido, em que é apresentada ao eleitor a lista de candidatos com os cabos eleitorais na esfera federal, mostra que Tarcísio tem maior potencial de crescimento quando seu nome é atrelado ao do presidente Jair Bolsonaro (PL). Nesse caso, o ex-ministro obteve 30,9% das intenções de voto, crescimento de 8,4 pontos percentuais. Com o apoio de Lula (PT), Haddad chega a 35,1%, crescimento de 1,9. 

Segundo turno

Também foram testados três possíveis cenários de segundo turno. No primeiro, entre Haddad e Garcia, o ex-prefeito tem 38,2%, e o candidato do PSDB, 26,8%. Votariam branco ou nulo 28,7% dos entrevistados, enquanto 6,4% não sabem ou não responderam.

Na segunda projeção, entre Haddad e Tarcísio, a diferença é de 5,9 pontos percentuais. O candidato do PT tem 40,4% das intenções de voto contra 34,5% do político do Republicanos. Brancos ou nulos são 19,2%, e 6,8% dos entrevistados não sabem ou não responderam.

No único cenário apresentado sem Haddad, quem aparece em primeiro é Tarcísio. Ele tem 33,2% dos votos, e Rodrigo Garcia, 27,2%. Brancos ou nulos são 30,7%, e 8,8% das pessoas ouvidas não sabem ou não responderam.

Avaliação do governo

Os entrevistados da pesquisa também avaliaram o governo de Rodrigo Garcia à frente do estado de São Paulo. Consideram o mandato ótimo ou bom 26,9% dos entrevistados. Para 37%, o governo é regular, e para 24,4%, ruim ou péssimo. Os que não souberam ou não responderam somam 11,4% do total.

Corrida ao Senado

Segundo a pesquisa estimulada para o Senado, Marcio França lidera a disputa, com 24,9%. Em seguida, aparecem Janaína Paschoal (PRTB), 10,6%; o astronauta Marcos Pontes (PL), 9,9; Milton Leite (União), 5,1; Aldo Rebelo (PDT), 3,5; Nise Yamaguchi (Pros), 1,9%; Heni Ozi Cukier (Podemos), 1,4%; e Ricardo Mellão (Novo), 0,9%.

Arte/R7

Últimas